Digite sua busca e aperte enter

O jogador de futebol Neymar Jr, deixa à  Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, na Cidade da Polícia, no Rio de Janeiro, após depoimento. Fernando Frazão/Agência Brasil

Compartilhar:

Neymar presta depoimento à polícia em caso de suspeita de estupro

Publicado em 06/06/2019 - 20:07

Por Vladimir Platonow - Repórter da Agência Brasil Rio de Janeiro

O jogador Neymar chegou às 19h15 de hoje (6) à Cidade da Polícia, no Jacarezinho, na zona norte do Rio de Janeiro, para prestar depoimento na Delegacia de Repressão de Crimes de Informática (DRCI).

Ouça na Rádio Nacional:

Ele chegou em uma van acompanhado de advogados. Assim que saiu do veículo, foi cercado por uma multidão de repórteres. O jogador, que sofreu uma lesão na partida amistosa de ontem (5), contra o Catar, em Brasília, usou uma cadeira de rodas na chegada à delegacia. Do lado de fora da Cidade da Polícia, dezenas de fãs, principalmente crianças, adolescentes e moradores da favela do Jacarezinho, aguardavam desde o meio da tarde a chegada do craque.

Neymar veio de sua casa em Mangaratiba, onde estava descansando e se recuperando, após a lesão ocorrida ontem.

Ele será ouvido sobre a divulgação de fotos e diálogos em redes sociais com a modelo Najila Trindade Mendes de Souza, com quem manteve relações sexuais em Paris. A divulgação por parte do jogador do PSG aconteceu após a modelo afirmar que, no dia 15 de maio, foi estuprada por ele, na capital francesa.

Najila registrou o boletim de ocorrência em São Paulo, onde o caso está sendo investigado em sigilo. Em entrevista ao SBT, ela confirmou o estupro, afirmou que foi a Paris a convite do jogador, que pagou as passagens e a estada, mas que no primeiro encontro ele se mostrou agressivo.

O atleta nega. Ele divulgou um vídeo em sua conta no Instagram no qual aparecem conversas e fotos da mulher, o que levou a Polícia Civil do Rio de Janeiro a abrir uma nova investigação pela divulgação das imagens. O vídeo já foi apagado pelo jogador. Entretanto, em sua conta do Twitter, o jogador afirma estar sendo obrigado a expor sua vida e de sua família "por motivo de extorsão".

A investigação ocorre no Rio porque, quando divulgou informações sobre o caso nas redes sociais, Neymar estava concentrado na Granja Comary, em Teresópolis, com a seleção brasileira.

Edição: Juliana Andrade

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias