Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Próxima Copa América terá Austrália e Catar como convidadas

O anúncio foi feito pelo presidente da Conmebol

Publicado em 13/06/2019 - 16:22

Por Elaine Patricia Cruz - Repórter da Agência Brasil São Paulo

O presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, anunciou hoje (13), em São Paulo, que as seleções da Austrália e do Catar participarão da próxima edição da Copa América, do ano que vem. As duas serão convidadas para participar da competição junto aos dez países da América do Sul, que compõem a Conmebol.

Depois de se reunir com o conselho da entidade na manhã de hoje (13), o dirigente disse que ainda não foi decidido o local que vai abrigar a final da Copa América de 2020. Essa decisão, segundo ele, deverá ocorrer em breve.

 O presidente da Conmebol Alejandro Domínguez no sorteio dos grupos da Copa América Brasil 2019, na Cidade das Artes.
O presidente da Conmebol Alejandro Domínguez no sorteio dos grupos da Copa América Brasil 2019 - Fernando Frazão/Agência Brasil

O dirigente informou, no entanto, que já foi definida que a competição será realizada por dois países: Argentina e Colômbia. Serão dois grupos na primeira fase e cada país abrigará um desses grupos. Ele também confirmou que a final será realizada em um jogo único e que a competição vai ocorrer sempre em anos pares, a cada quatro anos.

Ingressos

O presidente da Conmebol lamentou que algumas partidas da Copa América deste ano, no Brasil, estejam com baixa venda de ingressos. “São 26 jogos. Há partidas completamente vendidas, com recorde histórico de arrecadação, mas lamentavelmente há partidas com menos público. Mas acredito que, quando chegar mais perto do dia dos jogos, as vendas vão melhorar”.

Domínguez negou que possa baixar o preço dos ingressos, mas convidou as pessoas a acompanharem a competição “Convido a todos os torcedores, brasileiros e estrangeiros, para irem aos jogos. Essas histórias não se repetem sempre. A última vez que se jogou a Copa América no Brasil foi há 30 anos”.

Neymar

O presidente da entidade comentou também sobre a ausência do jogador brasileiro Neymar, cortado da seleção após ter se machucado em um jogo amistoso. Domínguez lamentou a ausência do jogador, mas disse que isso não vai afetar a competição. “Tecnicamente não ter o Neymar é uma lembrança que não se queria. Para mim, particularmente, que sou apaixonado por futebol, ver o Neymar jogar é um privilégio. Acredito que o Brasil tem outros jogadores que façam esse trabalho e vamos ter uma excelente qualidade. Não acredito que do ponto de vista de marketing seja prejudicial para a Conmebol".

A Copa América tem início amanhã (14) com o jogo entre Brasil e Bolívia, às 21h30, no Estádio do Morumbi, em São Paulo. Pouco antes, às 21h10, acontece a cerimônia de abertura.

Edição: Fernando Fraga

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias