Digite sua busca e aperte enter

Time Petrobras: Petrúcio Ferreira (Paratletismo), Beatriz Ferreira (boxe), Isaquias Queiroz (canoagem), Daniel Dias (natação Paralímpica), Maicon Andrade (taekwondo), Silvânia Costa (Paratletismo) e Marcus D'Almeida (tiro com arco). Fernando Frazão/Agência Brasil

Compartilhar:

Brasileiros seguem para o Pan e Parapan confiantes em medalhas

Publicado em 16/07/2019 - 19:36

Por Vladimir Platonow - Repórter da Agência Brasil Rio de Janeiro

Atletas e paratletas patrocinados pela Petrobras mostraram-se hoje (16) confiantes na conquista de medalhas nos Jogos Pan-Americanos e Parapan-Americanos, em Lima. Além de acreditar em boas colocações na competição regional na capital peruana, todos aproveitarão para buscar o aperfeiçoamento  para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio, no próximo ano. Sete dos atletas selecionados participaram de entrevista coletiva nesta terça-feira (16) em uma das sedes da Petrobras, no centro do Rio.

A boxeadora Bia Ferreira, filha do bicampeão brasileiro Raimundo Ferreira, disse que está ansiosa pela conquista de uma medalha no Pan.“Eu estou bem confiante. Nós acabamos de voltar da Colômbia, onde ficamos 22 dias, treinando muito. Eu sempre vivi no mundo do boxe. O meu pai se aposentou, mas eu continuei na luta. A Petrobras chegou junto, apoiou, está me ajudando bastante. Eu quero essa medalha para mim. Eu já sonho com ela desde 2016. Ela vai ser minha”, afirmou Bia. 

O paratleta Daniel Dias, maior medalhista de natação em Paralimpíadas, destacou que busca novos pódios em Lima. "Eu fico feliz em ser um dos mais experientes, em poder ajudar essa juventude que está vindo e espero somar muito com eles, ajudando de alguma maneira. A medalha é uma consequência do que a gente faz”, disse Daniel, que gostaria de ver mais apoio ao paratletismo o tempo todo, não só nas competições com maior visibilidade. “De fato existe uma lacuna. Sempre que se passam os Jogos Paralímpicos, fica a questão de como o esporte paralímpico será lembrado. Os Jogos do Rio foram muito bons para dar uma visibilidade, mas ainda existe esta lacuna, que a gente espera ver suprida com ajudas como esta da Petrobras”, ressaltou Daniel, detentor de 24 medalhas.

O remador Isaquias Queiroz, medalhista que deixou sua marca nos Jogos Olímpicos de 2016, espera repetir a performance no Pan em Lima, já mirando Tóquio no próximo ano. “Os Jogos Pan-Americanos vão ser uma etapa boa para ver como está o nosso nível. Vai ser como fazer um treinamento. O ouro depende do treinamento e do momento. Eu não sei como é a raia de Lima. Mas eu estou muito focado na Olimpíada. O meu objetivo é ganhar a medalha de ouro”, disse Isaquias, que conquistou três medalhas nos Jogos de 2016: duas de prata e uma de bronze.

Também participaram da solenidade de apresentação do Time Petrobras, que tem 22 atletas patrocinados, Maicon Andrade, do taekwondo, Marcus Vinicius D´Almeida, tiro com arco, Petrúcio Ferreira, paratletismo, e Silvânia Costa, paratletismo.

Os Jogos Pan-Americanos de Lima vão do dia 26 de julho a 11 de agosto e reunirão 6.690 atletas de 41 países. Os Jogos Parapan-Americanos serão realizados em seguida, de 23 de agosto a 1º de setembro, com 1.690 atletas de 28 países na disputa.

Edição: Nádia Franco

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias