Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Governo libera verba para casas atingidas por rachaduras em Maceió

Ministério anuncia mais R$ 7 milhões para aluguel emergencial

Publicado em 16/07/2019 - 07:51

Por Agência Brasil Brasília

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), do Ministério de Desenvolvimento Regional (MDR), liberou R$ 7 milhões para a prefeitura de Maceió a fim de conceder aluguel emergencial a 1.479 famílias nos bairros Mutange e Pinheiro que tiveram suas moradias atingidas por rachaduras e afundamentos no solo da região. A decisão foi publicada na edição dessa segunda-feira (15) do Diário Oficial da União. A lista dos beneficiários é elaborada pela prefeitura da capital alagoana.

De acordo com o ministério, a cidade de Maceió obteve o reconhecimento federal de situação de emergência no dia 28 de dezembro de 2018. Em janeiro, o governo federal disponibilizou o primeiro recurso para aluguel emergencial no valor de R$ 2,9 milhões, atendendo 493 famílias do bairro Pinheiro que viviam nas regiões mais afetadas pelo fenômeno.

A Sedec monitora de perto as rachaduras no solo dos bairros Pinheiro, Mutang
A Sedec monitora de perto as rachaduras no solo dos bairros Pinheiro, Mutang - Divulgação Ministério do Desenvolvimento Regional

Em 22 de março, foi autorizada a liberação do segundo montante de recursos, de R$ 11,5 milhões, que, somados à primeira liberação, totalizam R$ 14,4 milhões destinados também ao aluguel emergencial, por seis meses, de 2.415 famílias que tiveram que deixar suas casas, de acordo com o cadastro e seleção realizada pela administração municipal.

A Sedec monitora de perto os acontecimentos nos bairros Pinheiro, Mutange e Bebedouro desde o início dos estudos realizados pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM), em 2018. Técnicos da secretaria mantêm contato permanente com equipes locais para auxiliar nos trabalhos e orientar as Defesas Civis estadual e municipal sobre os meios e as possibilidades de apoio da União.

A situação de emergência da cidade de Maceió foi reconhecida pelo governo federal no dia 28 de dezembro do ano passado. Antes da divulgação dos resultados do estudo da CPRM, a Sedec assumiu a coordenação do plano de ações para a Operação Pinheiro, gerenciando as medidas de apoio, dentro do Sistema Federal de Defesa Civil.

 

 

Edição: Aécio Amado

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias