Embaixadas europeias planejam encerrar operações no Iêmen

Publicado em 11/02/2015 - 06:31 Por Da Agência Lusa - Sanaa

Soldados do Yemen fazem a guarda em frente à Embaixada dos Estados Unidos em Saná. Os EUA fecharam sua representação por questões de segurança

Soldados do Iêmen fazem a guarda em frente à Embaixada dos Estados Unidos em Sanaa. Os EUA fecharam sua representação por questões de segurançaYahya Arhab/EPA/Agência Lusa

As embaixadas europeias no Iêmen pretendem fechar e retirar o seu pessoal do país devido ao agravamento da situação política e de segurança. O fechamento da embaixada já foi anunciado pelos Estados Unidos.

"Estamos pensando em ir embora", disse uma fonte diplomática. De acordo com essa fonte, os britânicos já seguiram os passos dos norte-americanos que anunciaram, por meio do Departamento de Estado, o fechamento da embaixada em Sanaa e a retirada dos funcionários e familiares.

A Embaixada da França está agora de manhã fechada e outras representações diplomáticas não responderam às tentativas de contato telefônico.

O movimento xiita dos Huthi, que em setembro passado entrou em Sanna, anunciou na sexta-feira (6) a dissolução do Parlamento e a instalação de nova direção, depois de ter provocado, em janeiro, a demissão do presidente do país, Abdu Rabu Mansur Hadi.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias