Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Tribunal do Paquistão condena à prisão perpétua homens que atiraram em Malala

Publicado em 30/04/2015 - 08:23

Por Da Agência Lusa Peshawar, Paquistão

epa04522954 Laureates Kailash Satyarthi (R) and Malala Yousafzai display their medals and diplomas during the awarding ceremony of the 2014 Nobel Peace Prize at Oslo City Hall, Norway, 10 December 2014. Teen education a

A adolescente paquistanesa Malala Yousafzai e o ativista indiano Kailash Satyarthi recebem o Prêmio Nobel da Paz em dezembro do ano passadoCornelius Poppe/Agência Lusa

Um tribunal da cidade de Mingora, no Noroeste do Paquistão, condenou hoje (30) dez homens à prisão perpétua pela tentativa de assassinato, em 2012, da ativista e Prêmio Nobel da Paz Malala Yousafzai.

“Dez criminosos que estiveram envolvidos no ataque a Malala Yousafzai foram condenados à prisão perpétua”, disse um responsável do tribunal à Agência France Presse. A informação foi confirmada por um advogado presente no julgamento.

Em outubro de 2012, militantes talibãs entraram no ônibus escolar em que a ativista estava, então com 14 anos, e atingiram-na na cabeça por suas opiniões em defesa do direito à educação das crianças.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias