Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Manifestações na Europa pedem mais generosidade no acolhimento de refugiados

Publicado em 12/09/2015 - 22:03

Por Da Agência Lusa Lisboa

Lisboa, Londres, Paris e Copenhague foram algumas das cidades europeias que realizaram neste sábado manifestações pedindo mais generosidade no tratamento dos refugiados que têm chegado à Europa nos últimos meses. Não houve incidentes nas manifestações. Milhares de pessoas defenderam, no Dia Europeu de Ação pelo Refugiado, o aumento da generosidade no acolhimento dos 430 mil migrantes que, segundo a Orgnização Internacional para as Migrações, chegaram aos países da União Europeia desde o princípio do ano.

Em Lisboa, houve também uma manifestação do Partido Nacional Renovador (PNR) contra os migrantes. Na capital portuguesa, cerca de 200 pessoas juntaram-se para defender o acolhimento dos migrantes e  seguiram pela Avenida da Liberdade até o Terreiro do Paço, num cortejo acompanhado pelos simpatizantes do PNR e pela polícia, que separou os dois grupos.

Em Londres, os manifestantes exigiam que o governo conservador de David Cameron aumente a generosidade no acolhimento aos refugiados que procuram asilo na União Europeia, em um ato que contou com a presença do novo líder trabalhista, Jeremy Corbon. Cameron anunciou, recentemente, a decisão de acolher mais 20 mil refugiados nos próximos cinco anos, um volume que os manifestantes classificaram de "patético".

Na Dinamarca, cerca de 30 mil as pessoas saíram às ruas na capital e outras centenas se manifestaram em várias  cidades do país, que está empenhado em reforçar as leis de imigração e onde, nesta semana, foi suspensa a ligação ferroviária para impedir a passagem dos refugiados.

Na França, o governo, que se comprometeu a acolher 24 mil refugiados no próximo ano, anunciou também a criação de novos campos de alojamento, deixando a divulgação do número exato para um anúncio do primeiro-ministro, Manuel Valls. O governo francês anunciou também um reforço da contribuição para as agências francesas das Nações Unidas envolvendo milhões de refugiados nos países vizinhos da Síria.

A Alemanha já acolheu 450 mil refugiados desde o início do ano. Neste sábado, a cidade alemã de Munique recebeu "pelo menos 10 mil refugiados", segundo informaram as autoridades municipais.

A chanceler Angela Merkel enviou uma mensagem de apoio às mulheres refugiadas que chegam à Alemanha, apelando para que se valorizem, aprendam a língua, não se isolem na família e aproveitem as oportunidades de acolhimento no país.

Portugal receberá 3.074 refugiados, e o primeiro grupo deve chegar em outubro.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias