Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Pais de estudantes mexicanos desaparecidos iniciam greve de fome

Publicado em 24/09/2015 - 00:56

Por Da Agência Lusal Cidade do México

Os pais dos 43 estudantes mexicanos que desapareceram no ano passado começaram uma greve de fome nessa quarta-feira (23), véspera de um encontro com o oresidente do país, Enrique Pena Nieto.
As famílias dos jovens estão sob uma lona branca em frente à catedral da Cidade do México, na Praça Zocalo.

“Durante 43 horas vamos apenas beber água e vamos estar em jejum quando nos encontrarmos com o Presidente”, disse Nardo Flores, cujo filho Bernardo está entre os desaparecidos. Este será o segundo encontro entre os pais dos estudantes e Pena Nieto desde o desaparecimento dos jovens no ano passado.

Vidulfo Rosales, o advogado das famílias, disse que os pais vão pedir que Pena Nieto ordene uma nova investigação  e exigir que as autoridades entreguem os 43 jovens vivos.

Os estudantes de uma escola de formação de professores no estado de Guerrero desapareceram depois de terem sido atacados por polícias locais na cidade de Iguala.
As autoridades dizem que a polícia os entregou ao cartel Guerreros Unidos, que os matou e incinerou os corpos.

Mas a investigação oficial foi questionada por especialistas independentes da Comissão Inter-Americana para os Direitos Humanos, que dizem não haver provas de que os estudantes tenham sido queimados numa lixeira, como tinha sido avançado.

Edição: Aécio Amado

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias