Você está aqui

Bombardeio mata 50 extremistas do Estado Islâmico no Norte do Iraque

  • 01/01/2016 17h45publicação
  • Mossul (Iraque)localização
Da Agência Lusa

Pelo menos 50 extremistas do grupo jihadista Estado Islâmico morreram hoje (1º) e dezenas ficaram feridos depois de bombardeios da coalizão norte-americana contra posições da organização em várias zonas da província iraquiana de Nínive, segundo fontes de segurança.

De acordo com o responsável de segurança da União Patriótica do Curdistão, Gayaz al Suryi, os ataques aéreos destruíram e incendiaram oito veículos militares, entre eles, dois carros-bomba e armamentos pesados. Apesar do mau tempo,  a coalizão dos Estados Undos fez mais de vinte bombardeios nas últimas 24 horas, segundo o mesmo responsável.

Os ataques atingiram as zonas de Al Asheq e Al Kask, na região de Al Eiadiya, 50 quilômetros a oeste da cidade de Mossul, onde as estradas utilizadas pelo Estados Islâmicos ficaram cortadas na sequência da destruição de várias pontes pelos bombardeios.

Foram também bombardeadas as zonas de Al Abzaj e Hamid, que pertencem ao distrito de Al Namrud, 35 quilômetros a sudeste de Mossul, bem como Safiya y Al Kanhash, que pertencem à localidade de Kueir.

A província de Nínive é bombardeada quase diariamente pelas forças da coalizão, que há dois dias mataram cerca de 37 combatentes do Estado Islâmico. Mossul, a capital do Nínive, está sob controle do grupo juhadista desde junho de 2014.