Você está aqui

Autoridades de Taiwan prendem construtores de edifício que desabou em terremoto

  • 09/02/2016 15h18publicação
  • Taipei - Taiwanlocalização
Da Agência Lusa

 As autoridades de Taiwan detiveram hoje (9) Ling Ming-Hui, construtor do edifício que desabou no terremoto de sábado (6), matando pelo menos 40 pessoas. Também foram presos seus sócios, Chang Kui-Na e Cheng Chin-Kui, Mais de 100 pessoas continuam desaparecidas, presumivelmente presas nos escombros do edifício de apartamentos com 16 andares da cidade de Tainan, a mais afetada pelo tremor de magnitude 6,4.

Nos escombros, de onde foram retiradas 40 das 42 vítimas fatais do terremoto contabilizadas até ao momento, foram encontradas latas vazias e espuma de poliestireno em pilares que deveriam ter sido enchidos com concreto. Os três executivos da empresa de construção Weiguan haviam criado uma nova empresa depois de declararem falência em 1994, após a conclusão do edifício que desabou, segundo a Procuradoria de Taiwan.

Quatro dias depois do terremoto, as autoridades enviaram hoje para o local maquinaria pesada para tentar resgatar algumas das 107 pessoas que se presume estarem sob os escombros. As equipes de socorro continuam a detectar sinais de vida de pelo menos 15 pessoas. No entanto, o fato de na segunda-feira terem sido resgatados só cinco sobreviventes e de hoje terem sido encontradas mortas pessoas que há de 24 horas tinham dado sinais de vida reduz a esperança de conseguir retirar mais vítimas vivas.

A maquinaria pesada visa facilitar a abertura de vias entre os escombros, uma vez que, com os equipamentos habituais, são necessárias 10 a 11 horas para que as equipes consigam avançar um metro. O edifício Weiguang Jinlong, o único da cidade a ruir completamente durante o tremor de terra, tinha cerca de 200 apartamentos. Pelo menos 210 pessoas foram retiradas dos escombros com vida.

Edição: Maria Claudia