Você está aqui

Autoridades sul-coreanas fazem buscas em escritórios da Volkswagen em Seul

  • 19/02/2016 07h44publicação
  • Seullocalização
Da Agência Lusa

Testes feitos em carros da Volkswagen para avaliar emissões de gases

Testes feitos em carros da Volkswagen para avaliar emissões de gasesEPA/Patrick Pleul/Agência Lusa/Direitos Reservados

As autoridades sul-coreanas realizaram hoje (19) buscas na sede da Volkswagen em Seul no âmbito da investigação ao escândalo da manipulação de emissões de poluentes, informou um porta-voz do fabricante automóvel alemão.

Os investigadores confiscaram discos rígidos de computadores e documentos depois de buscas na sede em Seul e em outros escritórios da Volkswagen na capital sul-coreana, indicou a agência Yonhap.

Residências de funcionários da empresa responsáveis pelo controle de qualidade também foram foco das operações.

“Deixamos claro que vamos cooperar totalmente com a investigação e que a nossa posição se mantém inalterada”, disse um porta-voz da Volkswagen à agência noticiosa AFP.

A ação ocorre um mês depois de o Ministério do Ambiente da Coreia do Sul ter interposto uma ação criminal contra Johannes Thammer, o diretor da unidade da empresa alemã no país asiático, alegando que o plano de chamada à revisão dos veículos manipulados apresentava deficiências jurídicas.

O segundo maior fabricante de automóveis do mundo enfrenta processos judiciais em diversos países, depois de ter admitido em setembro do ano passado que manipulou os testes de emissão de poluentes em alguns dos seus veículos com motores a diesel.

Em novembro, Seul ordenou à Volkswagen da Coreia que chamasse para revisão 125 mil automóveis a diesel vendidos no mercado sul-coreano e multou a empresa em 14,1 bilhões de won (10,2 milhões de euros).