Você está aqui

Governo alemão mantém política de refugiados, apesar de derrota

  • 14/03/2016 09h52publicação
  • Berlimlocalização
Da Agência Lusa

O Governo alemão mantém “o curso” da sua política de refugiados, apesar da derrota sofrida pelo partido da chanceler Angela Merkel nas eleições regionais de domingo, afirmou hoje o porta-voz da chancelaria.

“O governo federal vai manter o curso da sua política de refugiados com total determinação, a nível nacional e internacional”, disse o porta-voz, Steffen Seibert, em um encontro com a imprensa.

“Algumas coisas foram feitas, outras estão por fazer. O objetivo, de qualquer forma, é uma solução europeia comum e sustentável que leve a uma redução tangível do número de refugiados em todos os estados-membros” da União Europeia, acrescentou.

A União Democrata-Cristã, de Angela Merkel, foi derrotada em dois dos três estados onde houve eleições no domingo, marcadas pela importante subida do partido da direita populista anti-imigração Alternativa para a Alemanha (AfD), que ultrapassou os 10% de votos.

Alguns responsáveis conservadores apelaram depois do escrutínio a Angela Merkel para que mude a sua política de asilo e fixe um limite ao número de migrantes acolhidos na Alemanha, depois do recorde de 1,1 milhões pedidos de asilo registado em 2015.

O líder da CSU, partido aliado de Merkel, Horst Seehofer, que se opõe à política migratória da chanceler, afirmou no domingo que a resposta à derrota eleitoral não pode ser "continuamos como antes".

Edição: Maria Claudia