Você está aqui

Resistência microbiana está prolongando doenças em todo o mundo, diz OMS

  • 17/03/2017 13h22publicação
  • Nova York (EUA)localização
Da ONU News
A diretora-geral da OMS, Margaret Chan (esq), e a vice-secretária-geral da ONU, Amina Mohammed (dir), afirmaram que a resistência antimicrobiana já está prolongando doenças em todo o mundo

A diretora-geral da OMS, Margaret Chan, e a vice-secretária-geral da ONU, Amina Mohammed  ONU/Mark Garten

Micróbios cada vez mais resistentes a medicamentos representam uma ameaça que pode impedir o mundo de alcançar os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU), que devem ser implementados por todos os países até 2030, alertou ontem (16), em Nova York, a vice-secretária-geral da organização, Amina Mohammed. As informações são da ONU News.

A diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Magaret Chan, reforçou o alerta, afirmando que a resistência microbiana já está prolongando doenças em todo o mundo. Para Margaret, a declaração política feita na Assembleia Geral da ONU, em setembro do ano passado, sobre a coordenação da luta contra a resistência microbiana é um compromisso vital para ajudar a combater globalmente o problema.

Falando a jornalistas, a vice-secretária Amina Mohammed ressaltou a ameaça causada pela resistência antimicrobiana para a realização dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, especialmente o Objetivo 3: assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades.

Segundo Amina, a resistência microbiana 'erá efeitos profundos na habilidade de garantir água limpa, produção sustentável de alimentos e eliminação da pobreza, principalmente em países em desenvolvimento.

Coordenação

Na oportunidade, a vice-secretária anunciou a formação de um grupo de coordenação entre diversas agências da ONU sobre a questão da resistência microbiana, que irá copresidir, ao lado da diretora-geral da OMS, Margaret Chan.

Margaret informou que o grupo, nomeado pelo secretário-geral António Guterrres, começará o trabalho imediatamente. A iniciativa vai apoiar governos em todo o mundo e aconselhará sobre o "uso e abuso" de antibióticos por pessoas e gado.