Você está aqui

Trump fala de Cuba e Venezuela ao proclamar Mês da Herança Hispânica

  • 14/09/2017 07h59publicação
  • Washingtonlocalização
Da EFE

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, proclamou nesta quarta-feira (13) o Mês da Herança Hispânica, que começará amanhã (15), fazendo referências a "garantir" os direitos humanos em Cuba e na Venezuela e a "manter a democracia" na região. As informações são da agência de notícias EFE.

"Para garantir um futuro mais próspero, uma América livre, estamos trabalhando para avançar e manter a democracia na região e garantir um comércio livre e justo entre nossos parceiros regionais", disse Trump na proclamação.

"O meu governo está dedicado a garantir os direitos humanos em Cuba e na Venezuela e a fortalecer os laços culturais e filosóficos com nossos parceiros latino-americanos", acrescentou.

Sobre os hispânicos, protagonistas do mês comemorativo, Trump disse que "desde os primeiros dias dos Estados Unidos (...) exerceram um papel proeminente e importante", ao acrescentar que hoje em dia "continuam encarnando esse espírito pioneiro".

"Os hispânicos americanos são uma prova da promessa que qualquer um pode progredir nos Estados Unidos se trabalhar duro", afirmou.

Obama

Esta proclamação do Mês da Herança Hispânica, a primeira de Trump na Casa Branca, difere muito em tom e conteúdo das do governo que lhe antecedeu.

No ano passado, o ex-presidente Barack Obama aproveitou a data para defender os indocumentados como americanos "em todos os níveis, exceto por um pedaço de papel", algumas referências que Trump hoje eliminou.

"A extraordinária história da nossa nação começou com a imigração. Hoje devemos continuar cumprindo a promessa da nossa nação nas vidas de todas as pessoas, inclusive para aquelas que são americanas em todos os níveis, exceto por um pedaço de papel", declarou Obama à época.

A comemoração do Mês da Herança Hispânica começou em 1968 como a Semana de Herança Hispânica durante a presidência de Lyndon Johnson e mais tarde se estendeu, em 1988, a todo um mês pelo então presidente Ronald Reagan. O objetivo da iniciativa é destacar a cultura, as conquistas e os desafios desta comunidade nos Estados Unidos.

O dia 15 de setembro, data que marca o início das comemorações, é o dia em que Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras e Nicarágua festejam sua independência da Espanha.

Edição: -