Você está aqui

Mais empresas se transferem da Catalunha depois de decreto aprovado por Rajoy

  • 06/10/2017 16h39publicação
  • Barcelona/Madrilocalização
Da Agência Brasil

O Conselho de Administração do CaixaBank, terceiro maior banco da Espanha em volume de ativos, decidiu nesta sexta-feira (6), em uma sessão extraordinária, transferir sua sede social para fora da Catalunha, concretamente para a cidade de Valência, diante da possibilidade de uma declaração unilateral de independência por parte da região autônoma espanhola.

O banco catalão adotou esta medida com base no decreto aprovado hoje pelo governo espanhol, que elimina o requisito de submeter uma transferência deste tipo à junta de acionistas. Também o Conselho de Administração da multinacional Gás Natural Fenosa decidiu nesta sexta-feira, em sessão extraordinária, transferir a sua sede social de Barcelona para Madri.

Com ampla presença internacional, a Gás Natural Fenosa tenta assim se manter estável devido à possibilidade do Parlamento catalão aplicar uma declaração unilateral de independência na semana que vem.

Essas empresas seguem o caminho do Banco Sabadell, a quinta maior entidade financeira espanhola, e de outras companhias catalãs, que nos últimos dias anunciaram a transferência de seu domicílio social da Catalunha, para outras províncias espanholas, diante da incerteza criada nessa região pelo processo de independência.

O processo de mudança foi facilitado pelo Conselho de Ministros espanhol, que aprovou nesta sexta-feira um decreto pelo qual as empresas poderão decidir mudar a sede social sem a necessidade de contar com a autorização da junta de acionistas. Isso permite agilizar a mudança de sede das empresas até agora estabelecidas na Catalunha, no atual contexto de falta de clareza política e econômica da região.

* Com informações da Agência EFE.   É proibida a reprodução total ou parcial desse material. Direitos Reservados.

Edição: -