Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

EUA: líder democrata diz que não aprova orçamento sem uma solução para o Daca

Publicado em 07/02/2018 - 16:09

Por Da Agência EFE Washington

Líder da minoria democrata na Câmara de Representantes dos EUA, Nancy Pelosi

Líder da minoria democrata na Câmara de Representantes dos EUA, Nancy PelosiEFE/Jim Lo Scalzo/Direitos Reservados

A líder da minoria democrata na Câmara de Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, disse nesta quarta-feira (7) que votará contra o acordo orçamentário de dois anos que está sendo formulado no Senado, a menos que o presidente da Câmara Baixa, Paul Ryan, se comprometa a votar uma solução para os "sonhadores". Ela se referia ao jovens abrangidos no Programa de Ação Diferida (Daca), que protege jovens imigrantes chegados aos EUA quando crianças. A informação é da EFE.

Nancy Pelosi insistiu hoje que uma solução para o programa é indispensável para que ela e grande parte de sua bancada votem a favor do acordo orçamentário que os líderes do Senado, o republicano Mitch McConnell e o democrata Chuck Schumer, estão fechando.

"O acordo inclui muitas prioridades democratas", reconheceu ela em um comunicado, citando a inclusão de um pacote de ajuda para desastres, o aumento de fundos tanto para a despesa em defesa como para outras agências, bem como soluções para a crise de opiáceos que castiga o país.

No entanto, Pelosi insistiu que há uma falta de apoio dentro de seu grupo parlamentar dada a falta de uma resolução que solucione a situação dos jovens sem documentos conhecidos como "sonhadores", cujo alívio da deportação expira em março, por ordem do presidente Donald Trump.

Trump, não pretende estender para além de 5 de março, data em que entra em vigor a decisão de encerrá-lo, o programa que protege da deportação cerca de 690 mil jovens sem documentos, indicou ontem o chefe de gabinete da Casa Branca, John Kelly.

Sem apoio

"Nesta manhã, tomamos uma decisão no nosso grupo, porque o pacote legislativo não faz nada para avançar na legislação bipartidária para proteger os sonhadores. Sem um compromisso do presidente Ryan comparável ao compromisso do líder McConnell, este pacote não conta com o meu apoio", disse Nancy Pelosi.

Diferentemente de Ryan, McConnell se comprometeu com os democratas do Senado a submeter à votação um pacote migratório bipartidário com o objetivo de reabrir o governo federal, que há duas semanas está parcialmente fechado administrativamente, ao ficar sem fundos pela falta de acordo orçamentário no Congresso.

Democratas e republicanos voltam a negociar hoje para tentar alcançar um acordo que evite um novo fechamento parcial do governo amanhã (8), quando voltam a expirar os fundos atuais para os cofres federais.

Schumer e McConnell estão perto de chegar a um acordo na Câmara Alta que financiaria o Governo durante os anos fiscais 2018 e 2019, enquanto a Câmara de Representantes aprovou ontem um pacote temporário que manteria os fundos no mesmo nível atual até 23 de março, com uma contribuição de um ano para o Pentágono.

Ainda não está muito claro qual é o compromisso exato de McConnell em matéria migratória, já que não são conhecidos os conteúdos do possível projeto de lei. No entanto, Trump não parece estar disposto a aprovar uma lei migratória que não seja a proposta pelo seu gabinete.

Edição: -

Últimas