Coreias concordam em buscar a "completa desnuclearização" da península

Publicado em 27/04/2018 - 08:17 Por Agência EFE - Goyang

Os líderes das duas Coreias, Kim Jong-un e Moon Jae-in, concordaram hoje (27), durante a histórica cúpula na fronteira entre os dois países, em buscar "a completa desnuclearização" da península coreana.

"Sul e Norte confirmaram seu objetivo comum de alcançar uma península livre de armas nucleares através da completa desnuclearização", diz a declaração conjunta assinada pelos dois líderes, após o término de suas conversas.

Seul também reconhece no texto, o peso a esse respeito, os gestos adotados pelo regime da Coreia do Norte, que recentemente anunciou estar congelando seus testes nucleares e de mísseis e fechando um centro de testes atômicos.

"As duas partes concordaram em cumprir seus papéis e responsabilidades, já que os dois países reconhecem que as medidas adotadas pela Coreia do Norte em relação a desnuclearização da península têm uma importância significativa e são uma medida fundamental", diz o documento.

Após a assinatura do texto, o líder norte-coreano, Kim Jong-un, disse que se esforçará "para conseguir a paz na península e para cumprir o escrito na declaração", embora não mencionou especificamente em nenhum momento o termo "desnuclearização" ou o programa norte-coreano de armas atômicas.

Além disso, Sul e Norte também concordaram em se "esforçar para conseguir o apoio e cooperação da comunidade internacional para a desnuclearização da península" e continuar a construir a "confiança mútua" através de reuniões e telefonemas regulares, como lembrou o presidente sul-coreano.

Nesse sentido, Moon Jae-in também concordou em visitar Pyongyang, na Coreia do Norte, no segundo semestre deste ano para manter a atual aproximação entre os países, que se comprometeram hoje a cooperar para abrir conversas com os Estados Unidos para, desta forma, assinar um tratado de paz definitivo que substitua o cessar-fogo que encerrou a Guerra da Coreia.

Trump diz que Guerra da Coreia acabou

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou hoje, em Washington, o fim da Guerra da Coreia após a realização da histórica cúpula dos líderes das duas Coreias, Kim Jong-un e Moon Jae-in.

"A Guerra da Coreia terminou. Estados Unidos e todo o seu grande povo deveriam estar muito orgulhosos do que está acontecendo agora na Coreia", escreveu Trump em sua conta no Twitter.

Kim e Moon selaram hoje um acordo para se chegar "à completa desnuclearização da península coreana e abrir uma nova era que ponha fim ao estado de guerra entre ambos os países".

* Texto alterado às 8h23 para acréscimo de informações

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias