Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Imprensa internacional reage à indicação de primeiro-ministro italiano

Acordo nuclear e eleições na Venezuela também são destaque

Publicado em 22/05/2018 - 14:31

Por Moisés Rabinovici* Brasília

Os principais jornais europeus repercurtiram hoje (22) de forma negativa a formação do novo governo italiano. O acordo para indicação de Giuseppe Conte, 54 anos, como novo primeiro-ministro, a partir da aliança dos dois principais grupos políticos do país – Liga do Norte e Movimento Cinco Estrelas –, foi destaque nos jornais franceses.

Conte é suspeito de mentir sobre seu currículo acadêmico, após ter informado que se aprofundou sobre estudos na área de direito em várias universidades estrangeiras, mas não há registros dessas informações. Na França, a indicação de Conte ganhou a primeira página do jornal Libération, com a manchete Itália, Ano Zero; do La Depeche, que destacou O Populismo que Ameaça a Europa; além do Le Parisien, com a manchete A Europa deve Temer a Itália.

O diário espanhol ABC indicou uma perspectiva pessimista para o futuro dos italianos, destacando a manchete Itália se Lança ao Vazio; já o periódico italiano Il Gazzetino destaca o que seriam os Últimos Problemas a Serem Resolvidos para Formação do Governo.

Outros destaques

As relações comerciais entre Estados Unidos e China voltaram a ser destaque no The New York Times, que escreveu "Luta interna paralisa um ambicioso caminho para um pacto com a China".

No iraniano Teheran Times, a manchete Você não Pode Decidir pelo Irã foi uma resposta do presidente iraniano, Hassan Rouhani, ao discurso do secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeu. No primeiro discurso no Departamento de Estado, Pompeo endureceu as cobranças ao Irã após o governo norte-americano anunciar sua retirada do acordo nuclear.

O Iran Daily também abordou o acordo nuclear, ressaltando que um enviado do Irã irá solicitar ajuda à China para manter o acordo.

Já o NK News, da Coreia do Norte, destacou a probabilidade de um encontro de cúpula entre o seu país e os Estados Unidos: 99,9% de chances que Cúpula Coreia do Norte – Estados Unidos vá adiante, diz Coreia do Sul.

Eleições venezuelanas

O jornal cubano Granma ressalta que líderes mundiais felicitam a reeleição do presidente da Venezuela, Nicolas Maduro. São eles: Raul Castro e Miguel Diaz-Canel, ambos de Cuba; além dos presidentes Evo Morales, da Bolívia; Wladimir Putin, da Rússia; Salvador Sánchez Céren, de El Salvador; Hassan Rouhani, do Irã, e Filipi Nyusi, de Moçambique.

Os jornais sul-americanos destacam reações inversas à reeleição de Maduro para mais seis anos de mandato, o chileno El Mercurio ressaltou que Estados Unidos e Grupo de Lima Punem com Sanções o Regime de Maduro; o El Comercio, do Peru, afirma que A Reeleição de Maduro Gera um Recuo em bloco, enquanto o equatoriano Expresso afirma que América Latina Não Reconhece Eleição de Maduro. Equador se Cala.

*O jornalista Moisés Rabinovici é comentarista da Rádio Nacional e apresentador do programa Um olhar sobre o Mundo, na TV Brasil

Edição: Denise Griesinger

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias