Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Crianças brasileiras reunidas aos pais não terão status de deportadas

Registro migratório não impedirá futuro retorno aos EUA, diz embaixada

Publicado em 31/07/2018 - 19:27

Por Agência Brasil Brasília

A situação das crianças brasileiras recentemente reunidas aos pais em território americano foi o tema central de um encontro entre o ministro dos Direitos Humanos, Gustavo Rocha, a chefe para Assuntos Políticos da Embaixada dos Estados Unidos, Kristin Kane, e o conselheiro Douglas Koneff, encarregado de Assuntos Consulares.

No encontro, realizado nesta segunda-feira (30), os representantes do governo norte-americano esclareceram que a entrada irregular das crianças brasileiras na companhia dos pais não deixará registros impeditivos de um futuro retorno ao país em seu histórico migratório, informou, por meio de nota, o Ministério dos Direitos Humanos.

A nota informa que 35 crianças já estão com os parentes e que apenas cinco permanecem nos abrigos americanos. “Estes últimos casos são diferentes, do ponto de vista jurídico e, por isso, ainda precisam ser acompanhados”, acrescenta o texto.

A separação de crianças brasileiras e de outras nacionalidades de suas famílias é consequência da política de tolerância zero contra a imigração ilegal implementada em maio pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Enquanto os adultos são presos, as crianças são enviadas a abrigos.

Edição: Nádia Franco

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias