Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Brasil condena ordem de prisão de deputados de oposição na Venezuela

Publicado em 10/08/2018 - 19:33

Por Agência Brasil* Brasília

 A ordem do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, de detenção de dois deputados de oposição por suspeitas de participação no suposto atentado contra ele há uma semana foi duramente criticada pelo governo do Brasil. Ao condenar a iniciativa, em nota, o Ministério das Relações Exteriores alertou sobre a ameaça à democracia no país vizinho.

"Com grave preocupação, o governo brasileiro tomou conhecimento da prisão – ao arrepio da institucionalidade democrática da Venezuela – do deputado Juan Carlos Resquesens e da ordem de captura do deputado Julio Borges, membros da Assembleia Nacional daquele país."

O Itamaraty lembra as obrigações internacionais da Venezuela com a democracia representativa. "O governo brasileiro afirma, ainda, que os acontecimentos do dia 4 de agosto em Caracas, embora mereçam investigação independente e crível, não devem servir de pretexto para o agravamento da repressão – já intensa – à legítima e legal oposição política e parlamentar ao governo do presidente Nicolás Maduro."

Prisão

Segundo Maduro, Juan Requesens e Julio Borges planejaram o suposto atentado do último sábado (4), em Caracas, em que sete pessoas ficaram feridas.

O paradeiro do Requesens é desconhecido. Borges está na Colômbia e teve ordem de prisão emitida ontem (9) pelo Tribunal Supremo de Justiça.

As autoridades venezuelanas também levantam suspeitas contra o sargento da reserva Juan Carlos Monasterios e o coronel Oswaldo Valentín García Palomo.

*Com informações da Agência EFE.

Edição: Juliana Andrade

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.

Últimas notícias