Número de feridos em protestos na França sobe para 227

Publicado em 17/11/2018 - 18:25 Por Da Agência EFE - Paris

O governo da França elevou para 227 o número de feridos e para 117 o de presos durante os protestos registrados neste sábado (17) em várias regiões do país contra o aumento dos impostos sobre os combustíveis.

O Ministério do Interior informou no último balanço sobre o movimento que mais de 280 mil pessoas participaram das cerca de 2 mil manifestações registradas em estradas, pedágios e cidades de todo o país. O governo também alertou que o perfil dos protestos deve mudar durante a noite, com maior possibilidade de violência.

Além dos 227 feridos, uma mulher morreu atropelada no sudeste da França enquanto participava de uma manifestação.

O governo montou um gabinete de crise para lidar com a situação. O ministro do Interior, Christophe Castaner, concedeu entrevista coletiva para atualizar o saldo da revolta popular, organizada pelas redes sociais sem a tutela de partidos ou sindicatos.

"Defendo, evidentemente, o direito de se manifestarem de todas as formas, mas defendo ainda mais veementemente o direito das pessoas que tiveram seu direito de circular agredido", disse Castaner.

Segundo o ministro, a maior parte dos incidentes com registro de feridos ocorreu em protestos não declarados às autoridades.

Castaner pediu responsabilidade aos manifestantes e afirmou que o governo preferiu ser transparente e divulgar todos os números disponíveis sobre o que está acontecendo no país.

Entre os 117 detidos, 73 ainda estão sob custódia da Justiça. Do total de 227 feridos, seis estão em estado grave no hospital.

Alguns manifestantes ainda estavam nos arredores do Palácio do Eliseu, sede da presidência do país, no fim da tarde de hoje. O protesto só foi controlado depois de agentes lançarem bombas de gás lacrimogêneo contra os manifestantes.

O movimento foi batizado de "coletes amarelos", em referência à peça fluorescente de roupa utilizada pelos manifestantes e que os franceses são obrigados a levar dentro de seus carros. 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias