Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Chefe de Direitos Humanos da ONU condena violência nas fronteiras

Publicado em 25/02/2019 - 06:49

Por Agência Brasil Brasília

A chefe de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), Michelle Bachelet, condenou os episódios violentos nas fronteiras da Venezuela com a Colômbia e o Brasil, assim como no interior da Venezuela. Por meio de manifestação, via ONU, ela criticou o uso excessivo da força usada pelas forças de segurança venezuelana. Os atos provocaram mortes e feridos nas áreas fronteiriças.

Atual presidente do Chile, Michelle Bachelet deixa o cargo em 11 de março
Bachelet condena violência na Venezuela ONU/Mark Garten/Arquivo

"As pessoas foram assassinadas, outras foram supostamente feridas, das quais nunca vão se recuperar completamente, incluindo a perda da visão”, ressaltou Bachelet, ex-presidente do Chile e médica. “O governo venezuelano deve parar suas forças de usar força excessiva contra manifestantes desarmados e cidadãos comuns."

Bachelet disse ter recebido relatos sobre incidentes violentos, em diferentes pontos ao longo das fronteiras com a Colômbia e o Brasil, pois as forças de segurança venezuelana tentaram parar os suprimentos de ajuda que chegam à Venezuela por intermédio de pontos fronteiriços fechados.

A ONU confirma o recebimento de relatórios com detalhes dos episódios de violência. Bachelet apelou ao governo do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, para deter esses "grupos e prender aqueles entre eles que têm usado força contra manifestantes”.

Edição: Talita Cavalcante

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias