Digite sua busca e aperte enter

Austrian Chancellor Sebastian KurzREUTERS/Piroschka van de Wouw Piroschka Van de Wouw/Reuters/Direitos Reservados

Compartilhar:

Centro-direita vence eleições antecipadas na Áustria

Primeiro-ministro Sebastian Kurz garante reeleição

Publicado em 29/09/2019 - 16:26

Por Agência Brasil* Brasília

O Partido Popular, do atual primeiro-ministro Sebastian Kurz, venceu as eleições antecipadas na Áustria. Com 92,1% dos votos apurados, a centro-direita obteve 37,1% dos votos. Os social-democratas ficaram em segundo, com 21,7%, à frente da extrema-direita, que obteve 16%. Depois do colapso de 2017, o Partido Verde retorna ao parlamento, com 14% dos votos, enquanto os liberais conseguiram 7,8%.

Afetada pelo desastre eleitoral após um escândalo de corrupção que motivou as eleições antecipadas, a ultradireita está com um pé na oposição. “Nosso partido precisa de um reinício. Certamente não posso sugerir a continuação do caminho do governo, não à luz desse resultado”, anunciou o secretário-geral do partido de extrema-direita Fpoe, Harald Vilimsky.

Com a desistência da extrema-direita, que integrava o governo de Kurz até maio deste ano, o primeiro-ministro terá essencialmente duas opções: uma ampla coalizão com os social-democratas, de centro-esquerda, ou uma maioria com os verdes. A coalizão entre a centro-direita e os verdes seria uma novidade em nível nacional, mas já foi testada em governos regionais na Áustria.

Kurz também pode governar com a maior diferença (15,4%) entre o primeiro e o segundo partido na Áustria desde o pós-guerra. Acolhido como astro do rock no comitê de seu partido, o primeiro-ministro admitiu ter ficado surpreso com a escala do sucesso eleitoral. “Ninguém pensou em tal resultado, mas você pode ter certeza de que usaremos a confiança com prudência que vocês nos deram”, disse.

O Partido Verde ainda não definiu se formará uma coalizão com Kurz. O secretário do partido ambientalista em Viena disse que a legenda conquistou “realizações históricas”. O líder nacional dos verdes, Werner Kogler, mencionou a responsabilidade do partido em relação à juventude, mas ainda não quis se expressar explicitamente sobre uma possível participação no governo.

Kurz estava no poder desde dezembro de 2017. Em relação às eleições anteriores, a extrema-direita está em queda livre e perdeu dez pontos. Os populares ganharam 5,7 pontos. Apesar de terem garantido a segunda colocação, os social-democratas caíram 4,9 pontos em relação a 2017. Depois de um mandato fora do parlamento, os verdes subiram mais de dez pontos. Os liberais subiram 2,1 pontos.

Segundo a televisão pública ORF, Kurz obterá 71 dos 183 assentos do parlamento austríaco. Os social-democratas terão 41 cadeiras; a extrema-direita, 30; os verdes, 27, e os liberais, 14. Mesmo com queda em relação às eleições de 2017, a participação atingiu 76,6%. Há dois anos, 80% dos eleitores austríacos tinham ido às urnas.

* Com informações da RAI, televisão pública italiana

Edição: Wellton Máximo

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias