Você está aqui

Kassab diz que pode faltar dinheiro para pesquisa e usinas nucleares em 2018

  • 01/12/2017 15h24publicação
  • São Paulo localização
Daniel Mello - Repórter da Agência Brasil
 O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, durante entrevista coletiva no MCTIC (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto KassabMarcelo Camargo/Arquivo/Agência Brasil

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, disse hoje (1º) que a pesquisa e até a operação de usinas nucleares podem ficar sem dinheiro se os cortes no orçamento da pasta para 2018 não forem revertidos. Para o próximo ano, o governo planeja um corte de R$ 1,2 bilhão da pasta em relação ao que foi previsto para a área em 2017.

“E no Orçamento de 2018 foi encaminhado para o Congresso Nacional algo que será impossível de atender: a redução significativo do orçamento de 2017. É impossível, porque usina nuclear precisa de combustível, as universidades precisam de internet, as bolsas de estudo não podem ser paralisadas, senão você perde tudo o que foi investido”, ressaltou Kassab após participar da assinatura de um convênio entre a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) e o Ministério da Saúde.

Segundo Kassab, ainda para este ano o ministério espera o repasse de R$ 1 bilhão para honrar todos os compromissos. “Nós, após alguns meses de mobilização, conseguimos reverter esse corte linear, R$ 3 bilhões que faltavam para que o orçamento de 2017 fosse cumprido. Foi reduzido para R$ 1 bilhão, que precisam ser atendidos no mês de dezembro”, acrescentou.

Edição: Luana Lourenço