Dilma está reunida com governadores do Nordeste no Palácio do Planalto

Publicado em 25/03/2015 - 18:08 Por Paulo Victor Chagas – Repórter da Agência Brasil - Brasília

A presidente Dilma reúne-se com os governadores da região Nordeste (Valter Campanato/Agência Brasil)

A presidenta e o vice, em reunião com governadores dos estados do Nordeste Valter Campanato/Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff está reunida na tarde desta quarta-feira (25) com os nove governadores da Região Nordeste. O encontro, no Palácio do Planalto, ocorre depois que os chefes do Executivo dos estados da região anunciaram a recriação do Fórum dos Governadores do Nordeste, em dezembro passado. 

A reunião começou por volta das 16h30 e conta, também, com a presença do vice-presidente da República, Michel Temer, dos ministros da Casa Civil, Aloizio Mercadante, da Fazenda, Joaquim Levy, do Planejamento, Nelson Barbosa, da Previdência, Carlos Eduardo Gabas, e da Secretaria de Relações Institucionais, Pepe Vargas.

No documento chamado de Carta da Paraíba, os governadores indicam 15 pontos prioritários para melhorar as políticas públicas e solicitam investimentos para melhorar os indicadores sociais e econômicos na região. A carta foi elaborada durante encontro no dia 9 de dezembro do ano passado, em João Pessoa.

Além de novas formas de financiamento para a saúde, principalmente para a média e alta complexidade, os governadores centram suas demandas na área da segurança. Eles pedem a construção de uma política nacional para modernizar as forças de segurança e de um plano nacional de combate às drogas e às armas.

“No tocante à criminalidade, à medida que o Nordeste cresceu economicamente, na contramão das demais regiões do país, os índices de violência chegaram a níveis extremos. Em alguns estados, a Organização Mundial da Saúde trata a situação de segurança como problema 'endêmico'”, escreveram os governadores.

Outros pontos da carta chamam a atenção para o Nordeste sobre políticas que têm sido implantadas em todo país, como investimentos em infraestrutura, reforço à política educacional, incentivos fiscais para a industrialização e incentivo ao setor sucroalcooleiro.

Edição: Aécio Amado

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias