Você está aqui

Dilma visita o Acre e entrega casas a famílias atingidas por inundações

  • 11/03/2015 21h53publicação
  • Brasílialocalização
Paulo Victor Chagas - Repórter da Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff entregou hoje (11) as chaves de 967 casas do programa habitacional do governo a famílias atingidas pelas enchentes no Acre. Após visitar um abrigo para pessoas que perderam suas moradias, por causa das fortes chuvas no estado, ela sobrevoou a região e reuniu-se com autoridades locais para avaliar as medidas de apoio aos desabrigados.

Ao relembrar os recursos já autorizados para ações de defesa civil e de apoio aos moradores no Acre, a presidenta comemorou o fato de estar também entregando unidades do Programa Minha Casa, Minha Vida. Para ela, a entrega só foi possível por causa do planejamento feito nos últimos anos, porque as casas já estavam sendo construídas com o objetivo de serem destinadas à população mais atingida e de retirar as pessoas de áreas com maiores riscos.

“Temos de nos orgulhar, esta é a primeira vez que, ao enfrentar [a situação], vamos colocar todos os materiais necessários e benefícios, mas também podemos fazer um medida concreta, porque ela já estava em andamento, que é entregar estas 967 moradias”. Segundo Dilma, mais 1.217 casas serão entregues na região até o mês de junho.

“Eu perguntei para a Caixa, para o pessoal aqui do residencial, até que dia vai estar todo mundo [967 famílias] dentro da casa própria. A resposta da Caixa é que será até a próxima sexta-feira [20]”, detalhou a presidenta. Durante o evento, o prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre, agradeceu o apoio do governo federal para as cidades acrianas, em especial a capital, onde, segundo ele, mais de 50 bairros ficaram embaixo d'água.

“Quero assegurar a todos vocês que neste novo mandato que recebi das ruas – e para aqueles que não votaram em mim, pois quando se elege, governa para todos –, que o meu objetivo é continuar trabalhando para melhorar a vida de todas as famílias brasileiras”, disse Dilma. A presidenta ressaltou que todas as medidas que o governo adota têm o “sentido de garantir que o país cresça e gere emprego”.

Dilma disse ainda desejar que, no futuro, as pessoas já não precisem ir a abrigos, apesar de dizer ter encontrado em Rio Branco a “estrutura mais humana de abrigo" em todos os eventos que visitou. Ela enumerou que já foram enviadas mais de 15 toneladas de medicamentos e materiais ao estado e que até o fim de semana devem chegar 100 mil frascos de hipoclorito de sódio (recomendado para purificar a água destinada ao consumo humano).

Edição: Stênio Ribeiro