Você está aqui

Base do governo impedirá aumento de despesas, diz Guimarães

  • 16/02/2016 14h20publicação
  • Brasílialocalização
Ana Cristina Campos – Repórter da Agência Brasil

 

Brasília - Líder do governo na Câmara, Deputado José Guimarães, dá entrevista após reunião de líderes da base aliada na Câmara dos Deputados, com presidenta Dilma Rousseff no Palácio do Planalto (Elza Fiuza/

Líder do governo na Câmara,  José Guimarães disse que base aliada não permitirá aumento de despesasElza Fiúza/Agência Brasil

O líder do governo na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT-CE), disse hoje (16) que a base aliada na Casa, reunida essa manhã com a presidenta Dilma Rousseff, decidiu fechar um acordo para impedir aumento de despesas públicas.

“Sinalizamos, por sugestão dos líderes, a disposição de fazer um pacto pelo crescimento, que é não votar aumento de despesa e, a partir daí, discutir a qualidade do gasto público”, disse Guimarães, após a reunião que contou com 24 deputados entre líderes e vice-líderes das bancadas de 14 partidos.

José Guimarães informou que será iniciado um ciclo de reuniões da presidenta Dilma com as bancadas sobre a retomada do crescimento. “A presidenta quer dar ritmo acelerado ao diálogo com sua base no Congresso”.

Ele acrescentou que a presidenta voltou a pedir apoio para a votação de matérias de interesse do governo como a reforma da Previdência e a recriação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

“O eixo central é a governabilidade; é trabalhar para o encerramento da instabilidade política e votar as matérias de interesse do país. A palavra de ordem é rapidez no diálogo. Temos poucos meses, é um ano eleitoral. Temos que fazer tudo até maio”, disse Guimarães.

Edição: Beto Coura