Você está aqui

Olimpíadas não serão canceladas por causa do vírus Zika, diz ministro

  • 01/02/2016 22h53publicação
  • Brasílialocalização
Paulo Victor Chagas - Repórter da Agência Brasil

O ministro-chefe da Casa Civil, ministro Jaques Wagner, disse que não há a possibilidade de haver cancelamento das Olimpíadas do Rio em agosto devido à gravidade do problema. "A mobilização não é por conta das Olimpíadas. É por conta de um problema grave de saúde pública"

Wagner disse que a presidenta Dilma Rousseff recebeu positivamente a notícia de que a Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou situação internacional de emergência em saúde pública em razão do aumento de casos de infecção pelo vírus Zika. Segundo ele, a mensagem de Dilma é "positiva no sentido de que é mais um órgão" que emite alerta sobre o "perigo" do novo vírus.

Wagner afirmou que é preciso mais esclarecimento sobre o tema, e disse que à medida em que organismos internacionais como a OMS começam a emitir comunicados, o conhecimento sobre o assunto aumenta.

"A única forma de evitar danos é com conhecimento. Depois que se explicar o que é, eu entendo que as pessoas não terão nenhum temor de vir aqui, à exceção de alguém que estiver em processo de gravidez", declarou.

Mobilização
Nesta segunda-feira (1º), a presidenta reuniu ministros e presidentes de empresas estatais para pedir que mobilizem os órgãos públicos no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor dos vírus da dengue, chikungunya e Zika.

O ministro da Saúde, Marcelo Castro, também estava escalado para dar entrevista à imprensa. De última hora, porém, a placa com a identificação de Castro foi retirada do local onde Jaques Wagner conversou com os jornalistas. De acordo com ele, Marcelo Castro não pôde ficar porque tinha horário marcado para participar de programa de entrevistas na TV em São Paulo.

"Não tem nenhum balanço nem corda bamba para o ministro da Saúde. Até porque seria um absurdo, porque é inédita [a relação do Zika com os casos de microcefalia]. Não temos nem três meses que pela primeira vez se estabeleceu essa relação e eu acho que o ministro está mobilizando toda a equipe", disse.

Quanto ao período do Carnaval, o ministro fez um pedido para que os organizadores e gestores públicos aproveitem o momento para conscientizarem a população de que a "única vacina" contra o vírus Zika disponível atualmente é o cuidado e a preocupação da sociedade com os criadouros do mosquito. "Eu imagino que cada prefeito, cada governador está cuidando, evidentemente, porque há um volume grande de gente na rua. Eu espero que a maioria dos artistas, a depender da forma, também façam esse alerta", disse.

Edição: Fábio Massalli