Você está aqui

CUT diz que manifestações no dia 13 não fazem parte da agenda da entidade

  • 08/03/2016 20h21publicação
  • Brasílialocalização
Ivan Richard - Repórter da Agência Brasil

Em comunicado enviado a todos os diretórios estaduais, a direção nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT) ressaltou que as manifestações marcadas para domingo (13) não fazem parte da agenda da entidade nem da coordenação nacional da Frente Brasil Popular, que reúne 60 entidades e partidos políticos.

No último sábado (5), como reflexo da condução coercitiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na 24ª fase Operação Lava Jato, os diretórios da CUT em Brasília, no Rio de Janeiro, no Recife, em Porto Alegre e em Vitória, com apoio de algumas entidades ligadas à Frente Brasil Popular, aprovaram atos públicos no domingo (13) em defesa do governo da presidenta Dilma Rousseff e de Lula. No mesmo dia, no entanto, movimentos contrários ao governo e pró-impeachment já haviam marcado manifestações para todo o país.

Procurada pela Agência Brasil, a assessoria de imprensa da CUT informou que a orientação repassada ontem (7) é que as regionais sigam o calendário da entidade, que tem manifestações marcadas para os dias 18 e 31 de março. No entanto, como alguns diretórios aprovaram manifestações para o domingo (13), a direção nacional da CUT orientou que os atos sejam feitos segundo “os princípios da democracia e de forma pacífica”.

A CUT pediu ainda que as manifestações sejam marcadas em locais diferentes dos atos conta o governo.

Edição: Fábio Massalli