Você está aqui

Ministério Público investiga compra de imóvel por secretário do governo de SP

  • 02/03/2016 11h09publicação
  • São Paulolocalização
Daniel Mello – Repórter da Agência Brasil

O Ministério Público de São Paulo (MP) abriu um inquérito para apurar a compra de um apartamento pelo secretário-chefe da Casa Civil do governo de São Paulo, Edson Aparecido. O promotor Marcelo Milani decidiu começar a investigação após reportagem do Portal UOL denunciar a suposta compra de um imóvel por um terço do valor de mercado.

Segundo o texto, o apartamento, localizado na zonal sul da capital paulista, valeria cerca de R$ 2 milhões, mas foi adquirido por R$ 602 mil.

O promotor destaca que o proprietário do imóvel, Luiz Alberto Kamilos, também é dono da Construtora Kamilos. A empresa, segundo Milani, foi contratada pelo estado de São Paulo para a execução "de vultuosas obras públicas”. Para ele, o caso gerou suspeitas sobre a possível incompatibilidade entre a remuneração de Edson Aparecido, no cargo público que ocupa, e sua respectiva evolução patrimonial.

O MP vai apurar se o secretário praticou atos de improbidade administrativa. A portaria de instauração do inquérito, assinada na última segunda-feira (29), dá dez dias para que o secretário preste esclarecimentos sobre o caso.

Edson Aparecido disse, por meio de nota, que prestará todos os esclarecimentos necessários ao Ministério Público. Segundo ele, o apartamento foi comprado de maneira “lícita e transparente” há mais de 10 anos, quando ainda não fazia parte do governo. “Tudo foi devidamente registrado nos órgãos competentes e declarado à Receita Federal e aos respectivos Tribunais Eleitorais. Não há nenhuma ilegalidade ou qualquer ocultação de patrimônio”, destaca o secretário em comunicado.

*Texto ampliado às 13h42.

Edição: Denise Griesinger