Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Bolsonaro recebe diplomatas da Argentina e da Alemanha

Publicado em 09/11/2018 - 13:42

Por Vinícius Lisboa - Repórter da Agência Brasil Rio de Janeiro

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) recebeu hoje (9), no Rio de Janeiro, a visita do embaixador da Argentina, Carlos Magariños, acompanhado do cônsul no Rio, Cláudio Gutierrez.

Bolsonaro também esteve com representantes da Embaixada da Alemanha.

Argentina e Alemanha se somam a outras visitas diplomáticas que o presidente eleito já recebeu.

Nos últimos dias, estiveram com ele representantes dos governos dos Estados Unidos, Itália, Espanha e China.

Dr.Rey

Enquanto o presidente eleito recebia os diplomatas, o protagonista de um programa de reality show, o cirurgião plástico brasileiro com cidadania norte-americana Robert Rey, conhecido como Dr. Rey, apareceu em frente ao condomínio onde fica a casa do presidente eleito Jair Bolsonaro para tentar ser recebido por ele e se oferecer para ser ministro da Saúde do governo que será empossado em 2019.

Dr. Rey (esquerda) na porta do condomínio do presidente eleito Jair Bolsonaro.
Dr. Rey (esquerda) na porta do condomínio do presidente eleito Jair Bolsonaro. - Rodrigo Viga Gaier/Reuters/Direitos reservados

“Tá marcado [de o presidente me receber].”, disse o médico aos jornalistas, que fazem plantão no local, no Jardim Botânico. Na agenda oficial do presidente eleito, não havia encontro previsto com o médico. Não há informações oficiais que confirmem se houve de fato a conversa entre o presidente eleito e o médico.

Em um vídeo, postado nas redes sociais, Dr. Rey foi claro na sua disposição em assumir um cargo federal. “Estou aqui na casa dos Bolsonaro. Espero participar do governo do meu querido Bolsonaro como ministro da Saúde, mas se não qualquer cargo porque tenho conhecimentos lá da Harbor [universidade], nos Estados Unidos.”

Segundo o cirurgião, ele tem muito o que contribuir para o governo Bolsonaro. “Eu trago ideais do Primeiro Mundo para o nosso querido Brasil, chega de Brasil na periferia.”

Edição: Kleber Sampaio e Carolina Pimentel

Últimas notícias