Digite sua busca e aperte enter

Rondônia - Coronel Marcos Rocha (PSL) Coronel Marcos/Redes Sociais/Direitos reservados

Compartilhar:

Governador pede apoio para transformar Rondônia

Publicado em 01/01/2019 - 13:09

Por Alex Rodrigues - Repórter da Agência Brasil Brasília

O governador eleito de Rondônia, Coronel Marcos Rocha (PSL), e seu vice, José Jodan (PSL), tomaram posse esta manhã (1) no Teatro Estadual Palácio das Artes, em Porto Velho. Ao discursar, disse que espera “fazer aquilo que é certo, sem conchavos, sem toma-lá-dá-cá, sem hipocrisia”, e prometeu cumprir os compromissos assumidos durante a campanha eleitoral, incluindo propostas como o enxugamento da máquina pública.

“Tudo o que foi dito [durante a campanha] foi de verdade. Vamos ter que reduzir a máquina pública; colocar técnicos atuando nas várias funções, rever contratos”, disse Marcos Rocha, admitindo estar emocionado.

Na Polícia Militar desde 1989, Marcos Rocha já foi secretário de Justiça e lecionou na Universidade Federal de Rondônia. Coronel reformado, filiou-se ao partido do presidente eleito, Jair Bolsonaro, e disputou sua primeira eleição. Hoje, durante a cerimônia de posse, disse que precisará do apoio da população e dos parlamentares, sobretudo de deputados federais e senadores eleitos pelo estado.

“Tenho pedido a Deus para que todos os deputados eleitos, todas as autoridades, estejam também engrenados para que possamos, de verdade, atender ao povo”, disse Marcos Rocha, ressaltando a necessidade de mudanças legais no âmbito da segurança pública. “Preciso que as polícias tenham poder de ação e consigam, de fato, fazer seu trabalho. [Para isso] muitas das leis, os senhores sabem, têm de vir de Brasília. E vamos fazer isto, pois [esta] já é uma proposta do presidente [eleito, Jair Bolsonaro]”.

Chamado de “mito” por parte dos presentes à cerimônia, Marcos Rocha imitou um dos gestos pelo qual o presidente eleito, Jair Bolsonaro, ficou conhecido: a simulação, com as mãos, de duas armas.

O novo governador prometeu dar prioridade à geração de emprego e renda, encaminhando à Assembleia Legislativa projetos que incorporem sugestões que sua equipe recolheu de populares durante a campanha.

“Vamos, juntos, fazer a mudança de que nosso estado necessita. Rondônia pode se tornar o melhor estado de nosso país”, disse Marcos Rocha após lembrar de sua mãe, morta aos 39 anos de idade, e das dificuldades que ele e os irmãos enfrentaram na infância.

Edição: Fernando Fraga

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias