Últimas notícias Jogos Paralímpicos

Esportes

Coluna - No estouro do cronômetro

O Comitê Paralímpico Internacional (IPC, em inglês) informou que a remoção do basquete em cadeira de rodas da Paralimpíada de Tóquio é uma possibilidade se a Federação Internacional da modalidade (IWBF, em inglês) não adaptar seu modelo de classificação funcional ao Código de Classificação de Atletas do IPC até o dia 29 de maio

Rio de Janeiro, 17 de setembro de 2016. - JOGOS PARALÍMPICOS RIO 2016 -  Tênis de Mesa -  Brasil x Austrália, disputa de bronze por equipe no Pavilhão 3 do RioCentro. Medalha de Bronze para o Brasil. Bruna Alexandre, Jennyfer Marques e Danielle
Esportes

Coluna - Bolinha (quase) dourada

Uma das modalidades que mais avançou no Brasil durante o ciclo dos Jogos de Tóquio é o tênis de mesa. No segmento olímpico, importante fazer o destaque, são cinco atletas entre os cem melhores do mundo no masculino (sendo um deles, Hugo Calderano, no top 10) e uma jogadora (Bruna Takahashi) no top 50 do ranking feminino. Em janeiro de 2016, eram só dois brasileiros (Calderano e Gustavo Tsuboi) no grupo dos 100 principais mesatenistas do planeta.

Esportes

Coluna - Tudo começa pela base

A coluna passada destacou as caras novas entre os destaques do paradesporto brasileiro em 2019. O assunto renovação continua, mas sob outro prisma. É verdade que o Brasil está em um patamar acima dos maiores rivais nos Jogos Parapan-Americanos.

Esportes

Coluna - Futebol e paradesporto, uma parceria possível

Na última quinta-feira (12), Corinthians e Vasco da Gama decidiram vaga em uma decisão nacional. Diferente, é verdade, daquelas sobre as quais o leitor está acostumado.

Esportes

Coluna - A caminhada rumo a Tóquio chega ao clímax

O Brasil encerrará 2019 com 79 vagas asseguradas na Paralimpíada do ano que vem, em Tóquio, no Japão. Destas, 46 são voltadas às modalidades coletivas em que o país tem seleções classificadas para os Jogos: vôlei sentado (24), goalball (12) — masculino e feminino — e futebol de cinco (10). As outras 33 estão divididas entre bocha (9), paracanoagem (4), ciclismo de estrada (2), ciclismo de pista (2), natação (7), remo (2), tênis de mesa (5), tiro com arco (1) e tiro esportivo (1). As informações são do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). Mas, é só o começo.