Internos da Fundação Casa visitam exposição sobre Leonardo da Vinci

Em São Paulo, mostra traz diversas facetas do gênio italiano

Publicado em 06/12/2019 - 16:03 Por Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil - São Paulo

Vinte adolescentes que cumprem medida socioeducativa nas unidades da Fundação Casa visitaram, na manhã de hoje (6), a badalada exposição Leonardo da Vinci – 500 Anos de um Gênio, em cartaz no Museu da Imagem e do Som (MIS Experience), na capital paulista. 

Muitos deles estiveram em um museu pela primeira vez, caso de Amanda*, 18 anos, da Fundação Casa Parada de Taipas. “Estou achando incrível tudo isso. É diferente. Nunca tinha visto. Estou aprendendo muita coisa sobre Leonardo da Vinci que eu não conhecia”, contou ela à Agência Brasil. “Hoje estou descobrindo outras coisas. Além de pintor, ele foi arquiteto. Muitos dos trabalhos que ele fez, influenciam muito hoje em dia como o carro”, falou. 

A parte preferida de Amanda em toda a exposição foi a que mostra as escritas de Da Vinci. “Ele escrevia de trás para frente, provavelmente para esconder isso das pessoas, para as pessoas não descobrirem [o que ele escrevia]”, disse ela. Leonardo usava uma escrita em espelho, começando na parte inferior direita da página e seguindo para a parte superior, sempre da direita para a esquerda. 

Separados em dois grupos, os jovens percorreram a exposição com olhos atentos e muita curiosidade, acompanhados por duas guias, que iam explicando a história de Da Vinci e suas múltiplas habilidades. Além de pintor, autor de uma das obras mais conhecidas do mundo, a Mona Lisa, Leonardo da Vinci foi também arquiteto e inventor. Ele lançou as bases para algumas das invenções mais notáveis da sociedade moderna, como o helicóptero, o automóvel, o submarino, o paraquedas e a bicicleta. 

Uma das áreas que mais despertou curiosidade desses adolescentes foi a dedicada justamente à invenção. Artesãos italianos usaram as ideias concebidas por Da Vinci em seus cadernos e anotações para confeccionar muitas de suas invenções. Entre elas, peças que recriam o  desejo do gênio italiano de fazer o homem voar. “A maioria dos projetos de Leonardo da Vinci estava totalmente em papel. Aí os artesãos fizeram esses objetos baseados em suas anotações”, contou uma das guias aos internos. 

Fábio *, 17 anos, da Fundação Casa Ouro Preto, esteve em um museu pela segunda vez em sua vida. A primeira ele não se lembra muito bem como foi, pois era muito pequeno na ocasião. “Fui ao museu quando era criancinha e não me recordo muito”, contou ele à Agência Brasil. Essa visita ao MIS Experience, no entanto, o marcou. “Estou achando muito gratificante [estar aqui]. Estou conhecendo muita coisa. Leonardo da Vinci inventou muita coisa que eu nem sabia. Já tinha ouvido falar dele [ele cita a Mona Lisa], mas não dessas coisas que ele inventou. Gostei que ele inventou pontes”, falou. Para ele, a exposição “mostrou que o ser humano é capaz de tudo se ele se esforçar e for atrás”.  

“A Fundação Casa investe muito em educação porque a educação é o instrumento maior de recuperação da pessoa humana. Além da educação formal, que segue os mesmos moldes de uma escola fora da medida socioeducativa, a gente investe também em outras áreas do conhecimento. E a arte e a cultura fazem parte disso. É recorrente a inserção dos meninos em música, teatro e eventos de artes. E o aproveitamento é muito bom porque é uma recuperação da autoestima, da capacidade de sonhar, de se considerar igual aos outros meninos que estão aqui hoje”, disse Ana Paula Bandeira Lins, vice-presidente da Fundação Casa. 

Segundo ela, a escolha da exposição se deu porque ela tem despertado grande interesse nas pessoas. “E, além disso, Leonardo da Vinci foi um gênio. É mais um exemplo para os meninos de que tudo é possível, que é possível olhar adiante”, acrescentou. Além dos 20 internos que estiveram hoje visitando a exposição, outros jovens que cumprem medidas socioeducativas também terão a mesma oportunidade, a convite da exposição. 

Desde o dia 2 de novembro, quando foi inaugurada, a exposição já foi visitada por mais de 90 mil pessoas. Ela está aberta até o dia 1 de março de 2020. 

*nome fictício

Edição: Aline Leal

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
comercio_varejista_julho2016.jpg
Economia

Indicador Antecedente de Emprego da FGV cresce 9,2 pontos

É a terceira alta consecutiva do indicador, que busca antecipar tendências do mercado de trabalho com base na avaliação de consumidores e empresários da indústria e de serviços.

Adoniran morreu em 1982
Geral

Adoniran, 110 anos: compositor marcou o samba com sotaque paulistano

Compositor, que nasceu em 6 de agosto de 1910 em Valinhos (SP), criou um tipo de samba paulistano que enaltecia a memória e o cotidiano de imigrantes pobres e seus descendentes.

Supermercado na zona sul do Rio de Janeiro
Economia

Inflação pelo IGP-DI sobe 2,34% em julho, diz FGV

O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, subiu de 2,22% em junho para 3,14% em julho.

Polícia Civil do Rio de Janeiro.
Geral

RJ: Polícia Civil investiga vereador suspeito de desvio em combustível

Ação busca provas materiais da participação do parlamentar no esquema conhecido como bica ou baldinho, em que motoristas desviam parte do material transportado.

Moeda Nacional, Real, Dinheiro, notas de real,Cédulas do real
Economia

BB tem lucro líquido de R$ 3,2 bi no segundo trimestre, queda de 23,7%

Banco do Brasil disse que os efeitos da pandemia sobre a economia causaram recuo da demanda por produtos e serviços, o que impactou receitas com prestação de serviços.

Inscrição,  Fies, educação
Educação

Complementação de inscrições da chamada única do Fies termina hoje

Nesta edição, 107.875 inscritos disputam 30 mil vagas, ofertadas em mais de 1,3 mil instituições de ensino superior.