LDO: abatimento de meta mantém investimento e programas sociais, dizem ministros

Publicado em 15/04/2016 - 17:06 Por Wellton Máximo e Mariana Branco – Repórteres da Agência Brasil - Brasília

O mecanismo de abatimento que permitiria ao Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) encerrar 2017 com déficit primário de até R$ 65 bilhões é essencial para manter programas sociais e impedir a paralisação de obras públicas, disse hoje (15) o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa. Ao comentar o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2017, ele informou que a dívida pública pode ser estabilizada a partir do próximo ano, mesmo que o governo encerre com déficit pelo quarto ano seguido.

 

Brasília - O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, fala à imprensa sobre a decisão do STF de alterar o cálculo dos juros sobre a dívida dos estados ( Elza Fiúza/Agência Brasil)

Para Barbosa, o abatimento da meta ajudará a retomar o crescimento mais rápidoArquivo/Elza Fiúza/Agência Brasil

O déficit primário é o resultado negativo das contas do governo, desconsiderando o pagamento dos juros da dívida pública. Para o próximo ano, o projeto da LDO propõe meta de superávit primário de 0,1% do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas no país) para estados e municípios e esforço fiscal zero para o Governo Central, com a possibilidade de que o esforço seja convertido em déficit de até R$ 65 bilhões.

De acordo com o projeto da LDO, o abatimento será composto de duas parcelas. Um total de R$ 23 bilhões será descontado da meta para garantir o atendimento de despesas previstas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e R$ 42 bilhões serão abatidos para compensar a frustração de receitas primárias decorrente da queda da arrecadação.

Para Barbosa, o abatimento da meta ajudará na manutenção de programas sociais e a economia a retomar o crescimento mais rápido, ajudando na manutenção do emprego e da renda. “Com este Orçamento, buscamos promover o equilíbrio fiscal compatível com as necessidades de recuperação da economia”, comentou Barbosa.

O ministro do Planejamento, Valdir Simão, declarou que a proposta de abatimento da meta fiscal é necessária para que o governo consiga continuar funcionando mesmo depois de ter contingenciado (bloqueado) R$ 44,6 bilhões neste ano e mais de R$ 80 bilhões no ano passado.

“Por mais que estejamos nos empenhando, esse valor é insuficiente. Por isso, foi incluída a proposta de redução da meta fiscal. Os recursos existentes não serão suficientes para todas as ações previstas durante o ano de 2016”, afirmou Simão.

O ministro Valdir Simão assegurou que o governo não está descumprindo a Lei de Responsabilidade Fiscal neste ano e está economizando para cumprir a meta de superávit primário – economia para pagar os juros da dívida pública – de R$ 24 bilhões para o Governo Central estabelecidos no Orçamento deste ano.

“Não vamos utilizar [o abatimento] enquanto não for autorizado. Não há neste momento descumprimento de nada do que prevê a Lei de Responsabildiade Fiscal. O governo federal não tem usado esse expediente de decreto. Entendemos que lei orçamentária dá autorização, mas o governo não vem fazendo. Eventuais créditos suplementares só têm sido feitos por cancelamento de dotação”, esclareceu Valdir Simão.

Edição: Armando Cardoso

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Teste rápido de COVID-19
Saúde

Estado do Rio registra quase 179 mil casos de covid-19

A capital lidera o número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus (74.421 casos). Em seguida vêm Niterói (9.380) e São Gonçalo (9.298), ambas na região metropolitana.  

 


 

VITÓRIA ATLÉTICO MINEIRO E EMPATE DO SANTOS
Esportes

Flamengo perde para o Atlético mineiro no Maracanã

 

Na segunda rodada, o Atlético recebe o Corinthians em jogo previsto para  quinta-feira (13). Já o Flamengo enfrenta um dia antes (12), o Atlético Goianiense.

 

Manifestantes carregam bandeiras nacionais durante um protesto contra o governo no centro de Beirute, Líbano, em 20 de outubro de 2019
Internacional

Polícia entra em confronto com manifestantes em Beirute

Milhares de pessoas foram para a Praça do Parlamento e para a Praça dos Mártires Os manifestantes tentaram entrar em uma área isolada e invadiram os escritórios de ministérios.

Teste rápido de COVID-19
Saúde

Brasil registra 3 milhões de casos de covid-19 e 101 mil mortes

Dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde no início da noite deste domingo (9). Nas últimas 24 horas, o país registrou 23.010 novos casos e 572 mortes. 

Esportes

STJD aceita pedido do Goiás e partida contra o São Paulo é adiada

Cancelamento ocorreu 10 minutos antes do jogo começar. É que 10 jogadores testaram positivo para o novo coronavírus, sendo 8 titulares. Partida ainda não tem nova data.

 

O filme Yover, produzido por Edison Sanchez e Miguel Zanguña Billalva, será exibido na Mostra Ecofalante
Geral

Mostra traz filmes de 24 países sobre questões ambientais e sociais

O 9 º Festival Ecofalante vai de 12 de agosto a 20 de setembro. Terá sessões online por causa da pandemia. Os filmes ficam disponíveis por períodos que variam de 24 horas a dez dias.