Bandeira tarifária nas contas de energia de julho será amarela

Publicado em 30/06/2017 - 16:38 Por Da Agência Brasil - Brasília

A bandeira tarifária que será aplicada nas contas de energia em julho será amarela, o que significa um acréscimo de R$ 2 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o fator que determinou o acionamento da bandeira amarela foi o aumento do custo de geração de energia elétrica.

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado em 2015 como forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia de usinas termelétricas, que é mais cara do que a de hidrelétricas. A cor da bandeira é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) e indica o custo da energia em função das condições de geração.

Quando chove menos, por exemplo, os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar mais termelétricas para garantir o suprimento de energia no país. Nesse caso, a bandeira fica amarela ou vermelha, de acordo com o custo de operação das termelétricas acionadas.

Neste ano, as contas de luz já tiveram bandeira vermelha, nos meses de abril e maio, e em junho a bandeira ficou verde. A Aneel já disse que deverá revisar no ano que vem a metodologia que define o acionamento das bandeiras tarifárias, para evitar mudanças bruscas de um mês para o outro.

Segundo a Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o uso consciente da energia elétrica.

Edição: Amanda Cieglinski

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Médicos fazem treinamento no hospital de campanha para tratamento de covid-19 do Complexo Esportivo do Ibirapuera.
Saúde

Covid-19: Brasil registra mais 561 mortes; total chega a 94.665

Doença atingiu 2,70 milhões de brasileiros; 69,5% já se recuperaram. Atualmente, 725.959 pacientes estão em acompanhamento. 

 

Painel Resolveu
Geral

EBC fica em primeiro no ranking de elogios entre instituições federais

De 1º de janeiro a 31 de julho, a administração federal recebeu 4.656 elogios de usuários de 333 instituições; EBC recebeu 417 elogios, e Ministério da Economia, 375.

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES
Economia

BNDES seleciona fundos de crédito não bancário para pequenas empresas

Com isso, BNDES busca mitigar impactos da pandemia de covid-19 na economia e, por meio de canais não bancários, ampliar crédito para pequenos empreendedores.

Dolar-Moeda estrangeira
Economia

Dólar ultrapassa R$ 5,30 e fecha no maior valor em duas semanas

Nos Estados Unidos, alta da indústria e impasse em negociações de novo pacote de estímulos pressionaram cotação. No Brasil, mercado aguarda reunião do Copom.

Praça de São Marcos - Itália
Internacional

Coronavírus pode ter contaminado seis vezes mais na Itália

Pesquisa mostra que quase 1,5 milhão de pessoas, ou 2,5% da população, desenvolveram anticorpos contra o coronavírus, um dado seis vezes maior que os números oficiais reportados.

Mariana Chevalier
Esportes

Natação: dupla brasileira atravessa o Canal da Mancha

Atletas completaram trajeto entre Inglaterra e França em pouco mais de 11 horas. Com 16 anos, Mariana Chevalier se tornou a mais jovem brasileira a finalizar prova.