BC dos EUA corta juros emergencialmente devido ao coronavírus

Após a decisão, bolsa de valores opera em alta no Brasil

Publicado em 03/03/2020 - 14:26 Por Kelly Oliveira – Repórter da Agência Brasil - Brasília

O Federal Reserve (FED) - o banco central dos Estados Unidos - decidiu hoje (3), em reunião extraordinária, reduzir os juros do país, devido aos riscos relacionados ao coronavírus na economia.

Após a decisão, o principal índice da bolsa de valores do Brasil (B3), Ibovespa, opera em alta. Às 14h, o Ibovespa registrava 107.229 pontos, com alta de 0,57%.

O FED reduziu as taxas de juros em 0,5 ponto percentual para a faixa de 1% a 1,25%. em decisão unânime. A reunião desta terça-feira não estava programada. A reunião ordinária do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), responsável por definir os juros, está marcada para 17 e 18 deste mês.

Em comunicado, o FED diz que os fundamentos da economia dos Estados Unidos continuam fortes. Entretanto, o coronavírus apresenta riscos crescentes para a atividade econômica.

“À luz desses riscos e em apoio ao cumprimento de suas metas de máximo emprego e estabilidade de preços, o Comitê Federal de Mercado Aberto decidiu hoje reduzir a meta”, diz o comunicado.

O comitê acrescentou que “está monitorando de perto os desenvolvimentos e suas implicações para as perspectivas econômicas e usará suas ferramentas e atuará conforme apropriado para apoiar a economia”.

Edição: Maria Claudia

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias