Cooperação é fundamental para setor de baixo carbono, diz ministro

Ministro de Minas e Energia fez balanço em evento internacional

Publicado em 09/07/2020 - 12:27 Por Karine Melo - Repórter Agência Brasil - Brasília

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, disse nesta quinta-feira (9) que o Brasil pode desempenhar um papel importante ajudando os países a lidar com o impacto de curto prazo da pandemia sobre o setor de bioenergia. Na avaliação do ministro, a crise é uma oportunidade para reconstruir melhor, “reduzindo emissões por meio de políticas inteligentes e mecanismos de mercado”. A declaração foi dada durante participação na Cúpula sobre Transições para Energia Limpa da Agência Internacional de Energia (IEA).

Em seu discurso, Bento Albuquerque afirmou que a cooperação internacional é fundamental e que o Brasil, em particular, quer desenvolver parcerias no setor de hidrogênio de baixo carbono. O ministro também destacou as medidas necessárias tomadas pelo Brasil de enfrentamento à covid-19 para garantir alívio financeiro e econômico de emergência a fim de impedir uma crise ainda mais profunda. Nesse sentido, ele lembrou apoio aos consumidores de baixa renda de até 220 quilowatts-hora (kWh) e o empréstimo às distribuidoras no valor de até US$ 5 bilhões.

Sobre os planos decenal e de 30 anos de energia, o ministro explicou que documentos estão sendo adaptados aos efeitos da pandemia. Além disso, falou sobre a elaboração de ações para a modernização dos ativos de transmissão que, segundo ele, deverão atrair investimentos significativos nos próximos anos.“Desenhamos novos arcabouços legais e regulatórios para a modernização do setor de energia e o novo mercado de gás, com a excelente cooperação da Agência Internacional de Energia, no âmbito do programa de Transições para Energia Limpa”, afirmou.

Bento Albuquerque adiantou que está sendo finalizado um modelo de negócios para ser apresentado a potenciais parceiros para a construção de novas usinas nucleares previstas para os próximos anos.

Cúpula

Ministros de vários países que representam a grande maioria do PIB global, uso de energia e emissões de gases de efeito estufa participaram da Cúpula sobre Transições para Energia Limpa. Estiveram na a mesa virtual para discutir medidas para impulsionar economias, criar empregos, reduzir emissões globais e tornar os sistemas de energia mais resilientes. Os ministros presentes representarão quase 80% do consumo global de energia e das emissões globais de carbono, tornando a discussão mais importante sobre energia e clima desde o início da pandemia de covid-19.

Edição: Valéria Aguiar

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
 senador Marcos Rogério (DEM-RO)
Política

Senado  ratifica o Protocolo de Nagoia no Brasil

Documento aprovado no Senado regulamenta o acesso e a repartição de benefícios dos recursos genéticos da biodiversidade. O texto segue para promulgação.

Live da Semana - Presidente Jair Bolsonaro - 06/08/2020
Política

Pazuello diz que estados estão mais preparados para enfrentar pandemia

Ministro interino da Saúde participou de live ao lado do presidente. Mudança de protocolo do ministério foi um dos fatores que deixou estados mais preparados.

A cúpula  maior, voltada para cima, abriga o Plenário da Câmara dos Deputados.
Política

Senado aprova redução de prazos para revalidação de diplomas

O PL prevê a revalidação em prazo entre 30 e 60 dias no caso de instituições estrangeiras reconhecidas pelo Ministério da Educação e contam com um processo simplificado. 

Escola fechada por cinco dias após relatos de coronavírus.
Justiça

Justiça suspende retorno das aulas presenciais na rede privada do DF

A retomada foi autorizada na terça-feira pela primeira instância após outra decisão que a proibiu. Algumas escolas chegaram a retomar as atividades nesta quinta-feira.

Saúde

Ministério da Saúde monitora síndrome em crianças associada à covid-19

Síndrome inflamatória multissistêmica ocorre em crianças de 7 meses a 16 anos. Até agora, foram notificados 71 casos no Brasil e registradas três mortes.

Incêndio no Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Divulgação/Parnaso)
Geral

Bombeiros combatem fogo na Serra dos Órgãos pelo terceiro dia seguido

Criado em 1939, o Parnaso é o terceiro parque mais antigo do país e costuma ser procurado para prática de esportes de montanha, como escalada, caminhada e rapel.