Acordo busca aprimorar políticas sobre direitos humanos no BNDES

Cooperação foi firmada com o Ministério dos Direitos Humanos

Publicado em 18/10/2023 - 18:30 Por Ana Cristina Campos - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

O ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Almeida, assinou nesta quarta-feira (18) um acordo de cooperação técnica com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), visando ao aprimoramento das práticas de governança e defesa dos direitos humanos do banco.

O acordo promoverá o compartilhamento, entre os dois órgãos, de informações, experiências e metodologias, visando à adequação e ao aperfeiçoamento das políticas de governança em direitos humanos do banco.

Os objetivos deverão contemplar ainda a adequação das políticas de governança do BNDES à perspectiva de comprometimento com a promoção, defesa, garantia e não violação a direitos humanos em observância e conformidade ao ordenamento jurídico nacional e internacional sobre direitos humanos.

O ministro disse que não há política de direitos humanos sem desenvolvimento e destacou a importância da governança voltada aos direitos humanos nas empresas. “Essa parceria com o BNDES é a possibilidade que nós possamos fazer essa junção entre uma agenda empresarial de desenvolvimento do país com uma agenda dos direitos humanos vistos pela perspectiva das pessoas que mais têm e tiveram a sua humanidade negada”, afirmou Almeida.

“Nós precisamos ser um banco que respeita a diversidade, um banco comprometido com os direitos humanos. A primeira preocupação do banco é liderar pelo exemplo, é internamente nós mudarmos procedimentos, práticas e abrirmos espaços para que sistemas possam se apresentar e evoluir”, afirmou o presidente do BNDES, Aloizio Mercadante.

Edição: Juliana Andrade

Últimas notícias