Sisu tem 23 concorrentes por vaga na edição de 2016

Publicado em 19/01/2016 - 18:23 Por Aline Leal - Repórter da Agência Brasil - Brasília

 

Brasília - O ministro da Educação, Aloizio Mercadante fala sobre inscrições no Sisu e Prouni (Wilson Dias/Agência Brasil)

O ministro Aloizio Mercadante diz que concorrência diminuiu porque número de vagas aumentou  Wilson Dias/Agência Brasil

A concorrência geral do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) de 2016 foi 23,1 candidatos para cada vaga, enquanto em 2015 foi um pouco maior, 26,4. Segundo o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, esta é a tendência, porque o número vagas está aumentando e este ano é 10% maior que em 2015.

Outra questão que pode ter contribuído também para uma menor concorrência é que 2016 foi o primeiro ano que os treineiros não puderam se inscrever na seleção, já que suas notas serão divulgadas em outro momento.

O curso de medicina mais uma vez teve a maior concorrência, 52 candidatos por vaga, seguido por psicologia, com 49,4, e por educação física, com 42,4. Nesta edição as mulheres formam a maior parte dos inscritos, 57,1%.

A Universidade Federal do Maranhão teve a maior concorrência, entre todas as participantes do programa. Foram 56,3 candidatos por vaga. Em seguida veio o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, com 42,8 concorrentes por vaga.

Em termos de inscrições, a Universidade Federal de Minas Gerais foi a primeira, com 195.634 candidatos. Em seguida, vem a Universidade Federal do Ceará, com 160.474.

Candidatos de até 22 anos de idade são 71,8% dos concorrentes às vagas. “O Sisu tem dado mais espaço para os concluintes do ensino médio”, disse o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Os maiores de 45 anos chegam a 1,9% dos concorrentes.

Ao todo, 2.712.937 candidatos se inscreveram para 228.071 vagas em 131 instituições públicas de ensino superior. Os selecionados deverão fazer a matrícula nos dias 22, 25 e 26 de janeiro. "Não tem reserva de vaga. Quem não apresentar a documentação nesse prazo perde a vaga", alertou Mercadante.

Edição: Beto Coura

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Aplicativo Caixa Tem
Economia

Caixa credita saque emergencial do FGTS para nascidos em julho

Saque emergencial permite a retirada de até R$ 1.045, considerando a soma dos saldos de todas as contas no FGTS.  Nesta fase, o dinheiro pode ser movimentado apenas por meio do aplicativo Caixa Tem.

Agência Brasil Explica
Saúde

Agência Brasil explica: como é feita média móvel de casos de covid-19

Epidemiologista diz que média móvel é indicador importante por ser de fácil entendimento e permitir a divulgação diária dos dados, mantendo a população mobilizada em relação às medidas de prevenção.

Teste rápido de COVID-19
Saúde

Estado do Rio registra quase 179 mil casos de covid-19

A capital lidera o número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus (74.421 casos). Em seguida vêm Niterói (9.380) e São Gonçalo (9.298), ambas na região metropolitana. 

VITÓRIA ATLÉTICO MINEIRO E EMPATE DO SANTOS
Esportes

Flamengo perde para o Atlético mineiro no Maracanã

Na segunda rodada, o Atlético recebe o Corinthians em jogo previsto para  quinta-feira (13). Já o Flamengo enfrenta um dia antes (12), o Atlético Goianiense.

Manifestantes carregam bandeiras nacionais durante um protesto contra o governo no centro de Beirute, Líbano, em 20 de outubro de 2019
Internacional

Polícia entra em confronto com manifestantes em Beirute

Milhares de pessoas foram para a Praça do Parlamento e para a Praça dos Mártires Os manifestantes tentaram entrar em uma área isolada e invadiram os escritórios de ministérios.

Teste rápido de COVID-19
Saúde

Brasil registra 3 milhões de casos de covid-19 e 101 mil mortes

Dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde no início da noite deste domingo (9). Nas últimas 24 horas, o país registrou 23.010 novos casos e 572 mortes.