Kroton fecha compra da Somos Educação

A operação ainda terá que ser aprovada pelo Cade

Publicado em 23/04/2018 - 13:20 Por Mariana Tokarnia - Repórter da Agência Brasil - Brasília

A Kroton Educacional, uma das maiores organizações no setor de educação superior privada no Brasil, fechou a compra do controle da Somos Educação, por R$ 4,6 bilhões. A compra foi anunciada hoje (23), em comunicado ao mercado. A Somos Educação, antiga Abril Educação, descreve-se como o principal grupo de educação básica do país. A operação ainda terá que ser aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). 

A compra se dará pela Saber Serviços Educacionais, que é subsidiária integral da Kroton Educacional, dedicada exclusivamente ao mercado de educação básica. A holding assinou o acordo de compra e controle.

Com a aquisição, a Saber atenderá 37 mil alunos em escolas próprias, 25 mil alunos em cursos de idiomas, 1,2 milhão de alunos em escolas particulares parceiras, além de atingir cerca de 33 milhões de alunos de escolas públicas por meio do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD).

A Saber anuncia que irá adquirir 73,35% da Somos Educação, por R$ 23,75 por cada uma das 192,3 milhões de ações negociadas. A compra será feita a vista. Combinadas, as companhias terão no ensino básico, 3,6 mil escolas. Em 2017, elas tiveram, juntas, uma receita líquida de R$ 7,4 bilhões.

De acordo com o comunicado, a Saber busca com a aquisição, a criação de uma plataforma completa de educação com atuação relevante em todos os segmentos, além da diversificação de mercados e fontes de receita. A Somos Educação detém escolas próprias como o Sigma, o Colégio Anglo, entre outras; o cursos de idioma, como o Red Balloon; e, cursos pré-vestibulares, como o pH. É também dona de editoras, como a Ática, Scipione e Saraiva.

"A aquisição consolidará a Saber como o melhor player de Educação Básica no Brasil", diz o comunicado. Após aquisição, a educação básica passará a representar 28% da receita líquida da Kroton. Atualmente, essa parcela é 3%. A maior parte da receita seguirá vindo do ensino superior.

Aprovação do Cade

O comunicado diz que até que a operação seja aprovada em definitivo pelo Cade, Kroton/Saber e Somos Educação "continuarão operando individualmente e de forma totalmente independente".

Procurado, o Cade diz que não comenta sobre uma operação até que o edital referente ao ato de concentração seja publicado no Diário Oficial da União. A publicação do edital no DOU é o ato que torna público que uma dada operação está no Cade para análise.

Sobre tempo de análise, o Cade diz que o que prevê a Lei 12.529/11 é que o controle dos atos de concentração deve ser realizado em, no máximo, 240 dias, a contar do protocolo de petição ou de sua emenda. Esse prazo poderá ser dilatado por, no máximo, até 90 dias, mediante decisão fundamentada do Tribunal, em que sejam especificadas as razões para a extensão, o prazo da prorrogação, que será não renovável, e as providências cuja realização seja necessária para o julgamento do processo.

No ano passado, o Cade reprovou, por maioria, a fusão entre os grupos educacionais Kroton e Estácio Participações. O conselho entendeu que a concentração das duas oferece riscos à concorrência no ensino superior.

Agora, com a expansão do atuação do ensino básico, a Kroton passaria, com a Somos, a atuar em toda a formação, desde a escola, até a pós-graduação, incluindo a produção de livros, formação de professores, produção de ferramentas de aprendizagem e ferramentas de avaliação. 

Edição: Valéria Aguiar

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
jogo do CSA foi anulado devido a casos de covid-19
Esportes

Covid-19: jogo do CSA é adiado após confirmação de mais nove casos

Time alagoano enfrentaria Chapecoense amanhã (12), pela Série B. Esse é o terceiro jogo suspenso por casos de covid-19 desde o início dos campeonatos nacionais. 
 

Saúde

Prefeito de Duas Barras, no Rio, morre vítima da covid-19

Equipe médica relatou que o político estava em franca recuperação, mas apresentou febre na tarde de ontem. Embora tenha sido medicado, não resistiu.

piloto Félix da Costa - Fórmula E
Esportes

Campeão aprova bolha na Fórmula E, mas torce para que seja temporária

Félix da Costa garantiu o título mundial da categoria no último domingo (9). Na briga pelo segundo lugar está o brasileiro Lucas Di Grassi e o francês Jean-Eric Vergne.

Logotipo do Google é exibido dentro de um prédio de escritórios em Zurique, Suíça.
Internacional

Google transforma smartphones Android em sensores de terremotos

"Estamos no caminho certo para enviar alertas de terremotos onde quer que haja smartphones", disse Richard Allen, diretor do laboratório sismológico da Universidade da Califórnia em Berkeley.

A Polícia Federal e a Receita Federal
Geral

PF e MPF cumprem mandados contra fraudes no fundo de pensão Postalis

A Operação Rebate investiga lavagem de dinheiro e aquisição de joias, metais e pedras preciosas pagos com dinheiro em espécie, por valores superiores a R$ 45 milhões.

leito hospitalar
Saúde

Senai já entregou mais de 2 mil respiradores recuperados a hospitais

Balanço da instituição mostra que 2.007 equipamentos foram entregues a instituições de saúde em 336 municípios de 24 estados e no Distrito Federal.