UFMG oferece vagas para graduação de estrangeiros e indígenas aldeados

Serão ofertadas 77 vagas para estrangeiros em vulnerabilidade

Publicado em 23/02/2021 - 13:13 Por Pedro Peduzzi - Repórter da Agência Brasil - Brasília

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) está oferecendo, para fins de acolhida humanitária, 77 vagas em cursos de graduação para estrangeiros em situação de vulnerabilidade. Enquadram-se nesse grupo, refugiados, asilados políticos, apátridas, portadores de visto temporário ou de autorização de residência.

A seleção é feita tendo por base as notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nos últimos cinco anos (de 2016 a 2020), e as inscrições devem ser feitas, na página eletrônica da Comissão Permanente do Vestibular (Copeve) até a próxima quinta-feira (25).

Além disso, é necessário que os candidatos comprovem grau de escolaridade equivalente ao ensino médio. Em alguns casos, pode ser exigida a realização de curso de português, como condição para o ingresso ou a permanência no curso.

“Cônjuge, ascendentes e descendentes e demais membros do grupo familiar que dependem economicamente do refugiado também se enquadram nessa situação, desde que estejam no Brasil”, informa a UFMG.

Estudantes indígenas

A UFMG também está oferecendo vagas suplementares para estudantes indígenas. Nesse caso, a seleção é restrita a candidatos indígenas brasileiros aldeados. Concorrem às vagas os candidatos que concluíram o Ensino Médio (ou equivalente).

Quem estiver regularmente matriculado na 3ª série do Ensino Médio também pode participar da seleção. É necessário que o candidato tenha participado pelo menos uma vez do Enem, entre os anos de 2015 a 2020, e que tenha sua inscrição homologada.

As inscrições para essas vagas se encerram em 1º de março, também via internet. O formulário está disponível no menu à esquerda do site.

Edição: Valéria Aguiar

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias