TRE-RJ: abstenção no 2º turno foi maior do que no primeiro

Pandemia do novo coronavírus pode ter estimulado a abstenção

Publicado em 29/11/2020 - 18:45 Por Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), desembargador Cláudio Brandão de Oliveira, avaliou hoje (29) que a abstenção no segundo turno da eleição no estado foi maior do que no primeiro, como ocorreu em todas as eleições anteriores. Ele admitiu que a pandemia do novo coronavírus pode ter estimulado a abstenção, mas reiterou que o percentual é sempre maior no segundo turno. “Não acho que exista desinteresse das pessoas”, afirmou.

O presidente do órgão avaliou que a greve de rodoviários registrada esta manhã teve impacto mínimo, uma vez que durou poucas horas. “Os eleitores tiveram seis horas depois para comparecerem aos locais de votação”. O movimento foi prontamente corrigido e às 11h, os ônibus das duas companhias (Redentor e Futuro) já estavam nas ruas. “O serviço público esteve disponível para os eleitores na maior parte do dia”, apontou.

O desembargador acredita que até as 19h será possível saber quais foram os candidatos eleitos nos cinco municípios fluminenses. Na avaliação de Oliveira, as pessoas “puderam votar com liberdade e em segurança”.

O número de urnas substituídas nos cinco municípios subiu para 208, sendo 181 na capital, 23 em São João de Meriti, duas em São Gonçalo, uma em Petrópolis e uma em Campos dos Goytacazes.

Edição: Maria Claudia

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias