Justiça de Roraima suspende deportação de indígenas refugiados

Publicado en Domingo, 10 Enero, 2021 - 13:46 Por Gésio Passos - Brasília

Uma decisão liminar da Justiça Federal de Roraima suspendeu qualquer ato de deportação, repatriação ou outra medida compulsória de saída dos indígenas venezuelanos da etnia Warao que tiverem interesse em obter refúgio no Brasil.

O juiz federal Felipe Bouzada entendeu que a deportação coletiva dos indígenas não possui rastro legal, não cabendo ao governo federal qualquer inovação jurídica nesse sentido.

O juiz determinou que a União garanta aos migrantes o direito ao requerimento migratório em processo administrativo, e vedou qualquer medida de saída compulsória até o julgamento do mérito da ação. Também está prevista multa de R$ 1 milhão por indígena deportado.
                                                        
A ação civil pública do Ministério Público Federal e da Defensoria Pública da União busca impedir a violação dos direitos de migrantes desse povo indígena. Eles estariam em situação de vulnerabilidade e tentam ingressar no Brasil pela fronteira entre a Venezuela e Roraima.

O MPF e a DPU afirmam que 55 indígenas, sendo 32 crianças,  vieram caminhando do estado venezuelano de Monagas por 18 dias até chegarem em Pacaraima, em Roraima. Segundo os dois órgãos, eles estavam em péssimas condições de higiene e enfrentavam o início do processo de deportação na sede da Polícia Federal, sem qualquer análise das condições de vulnerabilidades e da situação de saúde e nutrição.

A deportação se baseia na Portaria 648 do Ministério da Justiça, da Casa Civil e do Ministério da Saúde, que dispõe sobre restrição excepcional e temporária de entrada no país por estrangeiros devido à nova variante do coronavírus detectado em outros países.
                                         
Ela proíbe a entrada no país de qualquer estrangeiro por meios terrestres ou por transporte aquaviários. Por via área, os estrangeiros só poderão entrar no país se apresentarem exame comprovando não estarem com covid-19.

Edición: Ana Pimenta

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Economía

Prazo para prestar conta com o Leão começa nesta segunda-feira

Começa a correr nesta segunda-feira (01) o prazo para a apresentação das contas ao Leão. O contribuinte pode entregar a Declaração do Imposto de Renda até o dia 30 de abril e precisa ficar atento a algumas mudanças.

Baixar arquivo
Salud

Dia Mundial da Doença Raras marca importância do diagnóstico

No dia em que se celebra o Dia Mundial da Doença Rara nós temos uma missão, identificar a complexidade dessa luta junto à entidades, órgãos governamentais e pacientes.

Baixar arquivo
General

Chuvas fortes causaram estragos em várias regiões do país em fevereiro

Fevereiro se despede com chuvas fortes que causaram estragos em várias regiões do Brasil. O mapa meteorológico do país durante o mês ficou todo marcado com as cores amarela, laranja e vermelha, em alerta de perigo por causa da quantidade de chuvas.

Baixar arquivo
Salud

Novo decreto do governador do DF visa para diminuir aglomerações

O Distrito Federal entrou em lockdown neste domingo (28), valendo até o dia 15 de março. O novo decreto do governador Ibaneis Rocha, publicado nesse sábado, é para diminuir as aglomerações, já que faltam leitos hospitalares para covid-19.

Baixar arquivo
Economía

Postos de combustíveis vão receber dispositivo de certificação digital

Quem tem carro, moto ou caminhão sabe que as despesas com o combustível estão pesando cada vez mais no bolso.

Baixar arquivo
General

Pará entra no período de alta safra da pupunha e produção do palmito

Em época de alta safra da pupunha no Pará, especialista chama a atenção para mais investimentos neste mercado. 

Os detalhes com João Paulo Seabra Rádio Cultura FM de Belém. 

Baixar arquivo