PF cumpre 11 mandados de busca e apreensão em nova etapa da Lava Jato

Alvo é organização criminosa suspeita de fraudar licitações

Publicado en Martes, 12 Enero, 2021 - 11:28 Por Raquel Junia - Rio de Janeiro

Em mais uma etapa da Lava Jato, uma operação da Polícia Federal em cooperação com o MPF e a Receita Federal cumpre nesta terça-feira (12) 11 mandados de busca e apreensão. Os alvos são integrantes de uma organização criminosa suspeita de fraudar licitações da Petrobrás e subsidiárias. Expedidos pela 13ª Vara Federal em Curitiba, os mandados estão sendo cumpridos em endereços da capital federal, além de São Luís do Maranhão, Angra dos Reis – na costa verde fluminense, Rio de Janeiro e São Paulo.

Segundo a Polícia Federal, durante as investigações da Operação Lava Jato, foi identificado que a organização fraudava licitações mediante o pagamento de propina a altos executivos da Petrobras e da Transpetro em valores que ultrapassaram R$ 12 milhões.

As empresas são consideradas vítimas da organização criminosa, que teria atuado entre 2008 e 2014. Um diretor da Transpetro é apontado por envolvimento no esquema, que consistia também em várias operações de lavagem de capitais para ocultar a origem ilícita dos valores movimentado. O principal meio para ocultar as propinas era a aquisição de obras de arte, além de transações imobiliárias.

As operações consistiam na compra de peças valiosas com a realização de pagamento de quantias ‘por fora’. Tanto o comprador, quanto o vendedor emitiam notas fiscais e recibos, mas declaravam à Receita Federal valores bem menores do que os praticados em leilões de Galerias de Arte, com diferenças que variaram de 167 a 529%.

Ainda de acordo com a  Polícia Federal, em operação anterior, na residência de um dos investigados, foram encontradas obras de arte que apresentavam variações significativas entre o preço de aquisição declarado e o valor de mercado, em patamares de até 1.300% de diferença.

Os alvos dos mandados de busca de apreensão estão sendo investigados pelos crimes de corrupção, fraudes licitatórias, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Economía

Prazo para prestar conta com o Leão começa nesta segunda-feira

Começa a correr nesta segunda-feira (01) o prazo para a apresentação das contas ao Leão. O contribuinte pode entregar a Declaração do Imposto de Renda até o dia 30 de abril e precisa ficar atento a algumas mudanças.

Baixar arquivo
Salud

Dia Mundial da Doença Raras marca importância do diagnóstico

No dia em que se celebra o Dia Mundial da Doença Rara nós temos uma missão, identificar a complexidade dessa luta junto à entidades, órgãos governamentais e pacientes.

Baixar arquivo
General

Chuvas fortes causaram estragos em várias regiões do país em fevereiro

Fevereiro se despede com chuvas fortes que causaram estragos em várias regiões do Brasil. O mapa meteorológico do país durante o mês ficou todo marcado com as cores amarela, laranja e vermelha, em alerta de perigo por causa da quantidade de chuvas.

Baixar arquivo
Salud

Novo decreto do governador do DF visa para diminuir aglomerações

O Distrito Federal entrou em lockdown neste domingo (28), valendo até o dia 15 de março. O novo decreto do governador Ibaneis Rocha, publicado nesse sábado, é para diminuir as aglomerações, já que faltam leitos hospitalares para covid-19.

Baixar arquivo
Economía

Postos de combustíveis vão receber dispositivo de certificação digital

Quem tem carro, moto ou caminhão sabe que as despesas com o combustível estão pesando cada vez mais no bolso.

Baixar arquivo
General

Pará entra no período de alta safra da pupunha e produção do palmito

Em época de alta safra da pupunha no Pará, especialista chama a atenção para mais investimentos neste mercado. 

Os detalhes com João Paulo Seabra Rádio Cultura FM de Belém. 

Baixar arquivo