Estatuto do Câncer torna obrigatório atendimento integral

Publicado en 30/11/2021 - 12:40 Por Daniella Longuinho - Repórter Rádio Nacional - Brasília

Está em vigor o Estatuto da Pessoa com Câncer. A medida torna obrigatório o atendimento integral à saúde da pessoa com câncer no SUS, Sistema Único de Saúde, o que inclui assistência médica e de fármacos, assistência psicológica, atendimento especializado e, ainda, tratamento adequado da dor e cuidados paliativos.

Dentre os objetivos do estatuto estão o diagnóstico precoce, informação clara e confiável sobre a doença e o tratamento adequado, bem como humanização da atenção ao paciente e à sua família. 

Segundo a norma, a pessoa com câncer tem direito ao atendimento prioritário - respeitadas outras como para idosos, gestantes e pessoas com deficiência -, assistência social e jurídica. 

Carina Mota, assistente social do Grupo de Apoio a Pessoas com Câncer, entidade sem fins lucrativos com atuação na Grande São Paulo, vê com entusiasmo a medida.

Pela lei, deixa de ser prioridade e passa a ser direito o acolhimento pela própria família, em detrimento a abrigo ou instituição de longa permanência, exceto para pessoas carentes. Também passa a ser direito, e não mais prioridade, a presença de acompanhante durante o atendimento e período de tratamento.

Atendimento educacional em classe hospitalar ou regime domiciliar, conforme interesse da pessoa com câncer e de sua família, também é um direito fundamental do estatuto, especialmente para crianças e adolescentes. 

O presidente Jair Bolsonaro vetou o trecho do Projeto de Lei que previa garantir o acesso de todos os pacientes aos medicamentos mais efetivos contra o câncer. Em nota, a Secretaria-Geral da Presidência justificou que essa proposição conflitaria com as atuais diretrizes diagnósticas e terapêuticas em oncologia.    

Segundo o Instituto Nacional do Câncer, para cada ano do triênio 2020-2022, no Brasil, são estimados 625 mil casos de câncer. O câncer de pele será o mais incidente, seguido pelos cânceres de mama e próstata, cólon e reto, pulmão e estômago. 

Edición: Raquel Mariano / Alessandra Esteves

Últimas notícias
General

Falésias de Morro de São Paulo (BA) correm risco de desabamento

O alerta da prefeitura de Cairu, na Bahia, foi reforçado após o período de fortes chuvas no estado. Há trechos de Morro de São Paulo onde há, inclusive, condomínios residenciais que ficam perto das falésias. Quem mora, ou trabalha nessas áreas, já foi informado sobre os riscos.

Baixar arquivo
Economía

Índice Geral de Preços registra alta de 17,82% nos últimos 12 meses

A inflação medida pelo IGP-10,  Índice Geral de Preços, calculado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas, subiu 1,79% em janeiro.

Baixar arquivo
General

Volta do rodízio registra trânsito abaixo da média na capital paulista

Houve apenas um pico de 1,5% das vias congestionadas às 8 horas e a partir das 10h também foi registrado um fluxo abaixo para o dia e horário com 0,5% das vias congestionadas nesse período.

Baixar arquivo
Cultura

Nove em dez artistas perderam dinheiro durante a pandemia no Brasil

Este é um dos dados da pesquisa "Músicos e Pandemia", realizada em parceria entre a União Brasileira dos Compositores e a ESPM, Escola Superior de Propaganda e Marketing. E quase metade dos entrevistados perderam 100% da renda que ganhavam com música antes da pandemia. 

Baixar arquivo
Salud

Aparecimento de superfungo em Pernambuco coloca autoridades em alerta

O microrganismo tem uma alta taxa de letalidade e é resistente a antifúngicos e outros medicamentos.

Baixar arquivo
Cultura

Com retorno do público ao cinema, bilheteria cresce 35% em 2021

Segundo Tiago Mafra, diretor da Ancine, a Agência Nacional do Cinema, a reação veio com o avanço da vacinação e a reabertura gradual das salas a partir de 2021.

Baixar arquivo