Prefeitura do Rio suspende vacinação contra a gripe por falta de doses

Publicado en 30/11/2021 - 15:35 Por Lígia Souto - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

No momento em que a cidade do Rio de Janeiro registra aumento significativo na procura aos postos de saúde por pessoas com síndrome gripal, a prefeitura suspendeu a vacinação contra a influenza. A medida, tomada nesta terça-feira (30), foi necessária devido à falta de imunizante contra a gripe.

A secretaria municipal de Saúde informou, no entanto, que novas doses devem chegar ainda hoje, e com isso, a expectativa é retomar a aplicação da vacina contra a influenza A amanhã à tarde.

O surto da doença levou a prefeitura a convocar toda a população para se imunizar. A prioridade tem sido dada a crianças a partir dos seis meses, gestantes, puérperas, idosos e profissionais de saúde, mas todos podem se vacinar contra a gripe, assim que as doses chegarem.

Edición: Vitória Elizabeth / Nathália Mendes

Últimas notícias
Deportes

Jane Karla bate recorde mundial indoor de tiro com arco paralímpico

Ainda na fase classificatória, ela anotou 591 pontos em 600 possíveis e, dessa forma, superou o recorde anterior de 583 pontos pertencente à italiana Maria Andrea Virgilio.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

PF investiga possível contaminação do rio Tapajós, no Pará

O rio Tapajós, que normalmente tem águas claras, com tom esverdeado, está apresentando uma coloração barrenta. Peritos da PF vão também coletar amostras da água.

Baixar arquivo
General

Anac concede primeira autorização para entregas por drones

Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) concedeu a primeira autorização para entregas comerciais com o equipamento.

Baixar arquivo
General

Receita Federal abre consulta a lote residual do Imposto de Renda

O acesso pode ser feito a partir desta segunda-feira. Esse lote é voltado para contribuintes que caíram na malha fina em anos anteriores e conseguiram acertar as contas.

Baixar arquivo
General

Rio anuncia investimentos nas comunidades do Jacarezinho e Muzema

Serão investidos cerca de R$ 500 milhões nas duas comunidades, que foram escolhidas com base no índice de criminalidade e no número de habitantes, que passa dos 40 mil.

Baixar arquivo