Inflação para os mais pobres sobe quase 1% em novembro

Publicado en 06/12/2021 - 12:53 Por Cristiane Ribeiro - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

O IPC C1, Índice de preços ao Consumidor Classe 1, que mede a inflação para as famílias que vivem com renda mensal de até 2,5 salários mínimos, registrou alta de 0,97% em novembro, acima da taxa de outubro, de 0,73%.

De acordo com os dados divulgados nesta segunda-feira pela Fundação Getulio Vargas, as pressões para essa alta vieram dos aumentos nos itens alimentação, energia elétrica e combustíveis, que são os que mais comprometem o orçamento das famílias de menor renda.

E, na avaliação do economista da FGV, André Braz, esse grupo não vai ter refresco nos gastos pelo menos até abril do ano que vem por causa da persistência que tem havido em torno principalmente nos preços dos alimentos.

André Braz lembrou que novos aumentos no preço do barril do petróleo podem pressionar ainda mais a inflação no Brasil e que, dentro do grupo alimentação o preço das carnes pode voltar a subir devido o retorno das exportações.

 

 

Edición: Leila Santos/ Marizete Cardoso

Últimas notícias
Segurança

Polícia Militar ocupa a comunidade do Jacarezinho no Rio de Janeiro

No dia seguinte ao início da Operação Cidade Integrada, 250 policiais militares seguem ocupando o local com o objetivo de reestruturar a segurança pública da área. Organizações criticam falta de transparência no programa.

Baixar arquivo
Economía

Consumidor que economizou 10% de energia terá desconto na conta de luz

O consumidor que economizou, pelo menos, 10% de energia elétrica nos últimos quatro meses de 2021 vai receber desconto na conta de luz de janeiro.

Baixar arquivo
Cultura

Rio de Janeiro celebra Dia de São Sebastião, padroeiro da cidade

Segundo historiadores, Sebastião foi um soldado romano, martirizados por sua fé em Jesus. Nas religiões de matriz africana, no Rio, ele é sincretizado no Orixá Oxóssi, senhor da caça e da fartura.

Baixar arquivo
Salud

Rio para vacinação de crianças contra covid-19 por falta de doses

A prefeitura do Rio de Janeiro parou o calendário de vacinação contra a covid-19 de crianças de 5 a 11 anos de idade por falta de doses. A previsão inicial era imunizar, nesta quinta-feira, meninas de 10 anos.

Baixar arquivo
Economía

CNC estima que Auxílio Brasil injetará R$ 84 bilhões na economia

A estimativa é da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Baixar arquivo
Salud

Anvisa libera CoronaVac para crianças e jovens de 6 a 17 anos

Crianças a partir de seis anos e adolescentes até 17 anos podem ser vacinados contra a covid-19 com a CoronaVac.

Baixar arquivo