Rio lança auxílio para mulheres em situação de violência doméstica

Valor será de R$ 400

Publicado en 19/01/2022 - 12:10 Por Solimar Luz - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro, mulheres em situação de violência doméstica e de vulnerabilidade econômica ou social já podem ter acesso ao Cartão Carioca, no valor de R$ 400. Para ter direito ao benefício, é preciso morar na cidade e ter renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa. Neste primeiro momento, serão 80 beneficiadas. Mas, o objetivo da prefeitura é chegar a 500 cartões.

O auxílio será pago por até seis meses, prorrogáveis por mais três, conforme análise da equipe técnica da Secretaria Municipal de Políticas e Promoção da Mulher. A secretária Joyce Trindade avalia que, diante do aumento da violência contra a mulher, projetos como este são fundamentais.

Segundo levantamento da secretaria, cerca de 34 mil mulheres foram vítimas de violência, no Rio de Janeiro, em 2020. Além disso, quase 25%, que sofreram esse tipo de violência durante a pandemia, disseram que a perda de renda familiar pesou para a ocorrência do ataque.

Um ciclo que parece não ter fim. Pesquisa Data Senado, em parceria com o Observatório da Mulher contra a Violência, mostra que 27% das brasileiras já sofreram algum tipo de agressão doméstica ou familiar praticada por um homem.

Essa realidade também foi confirmada na  terceira edição da pesquisa “Visível e Invisível”, divulgada  pelo Fórum Brasileiro de Segurança, que destacou como a pandemia vem afetando as relações familiares. Segundo a pesquisa, uma em cada quatro brasileiras acima de 16 anos sofreu algum tipo violência física, psicológica ou sexual, o que representa um universo de cerca de 17 milhões de mulheres. A pesquisa ouviu 2.079 homens e mulheres, em 130 municípios brasileiros, no período de 10 a 14 de maio de 2021.

A psicóloga Thaís Ribeiro, da ONG SobreViver, de combate à violência doméstica, avalia que há urgência para implantação de iniciativas como a do Rio, assim como o programa Mulher Protegida, em Rondônia, e o "Tem Saída”, do Ministério Público de São Paulo.

No âmbito federal, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, disponibiliza em sua página na internet cartilhas destinadas ao enfrentamento da violência doméstica e familiar. O material pode ser acessado no site gov.br. Basta clicar no link do Ministério. Lá, também é possível encontrar os canais de atendimento à mulher, como o 180.

*Com produção de Ariane Póvoa

Edición: Vitoria Elizabeth / Marizete Cardoso

Últimas notícias
Economía

Ministério de Minas e Energia diz que estoque de diesel dura 38 dias

Se a importação desse combustível fosse suspensa, seria possível atender à demanda durante 38 dias, com esses estoques e a produção nacional.

Baixar arquivo
Economía

Eletrobras lança oferta de ações em mais um passo para privatização

A Eletrobras apresentou os documentos necessários para realizar a operação, com a qual a estatal espera movimentar mais de R$ 30 bilhões.

Baixar arquivo
Cultura

Começa o São João no Maranhão, a previsão é de 60 dias de festa

Os últimos meses foram de ensaios, muito trabalho nos ateliês dos grupos de Bumba Meu Boi e outras manifestações culturais do Maranhão.

Baixar arquivo
Economía

Pesquisa: mais de 20 milhões de pessoas poderiam trabalhar remotamente

Pesquisa do Ipea, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, divulgada nesta sexta-feira, estima que mais de 20 milhões de trabalhadores no Brasil estão em ocupações que poderiam ser realizadas remotamente.

Baixar arquivo
General

Brasil já registra 17 mil divórcios em cartórios neste ano

No ano passado, foram concluídas mais de 80 mil separações consensuais. Este é o maior número desde 2007, quando uma lei federal permitiu a formalização do divórcio diretamente em cartórios.

Baixar arquivo
Economía

Primeiro leilão de energia do ano resulta em 29 contratos

O primeiro leilão do ano para contratação de novos volumes de energia foi realizado, nesta sexta-feira, e resultou em 29 contratos para captar geração de 29 usinas, entre hidrelétricas, eólicas, solares e de biomassa espalhadas por 11 estados do país.

Baixar arquivo