Coluna - Aos mestres, gratidão e respeito

No Dia do Profissional de Educação Física, Brasil tem melhor Parapan

Publicado em 02/09/2019 - 17:23 Por William Douglas - Comentarista do programa Stadium da TV Brasil. A coluna do comentarista será publicada pela Agência Brasil semanalmente às segundas-feiras. - São Paulo

A edição 2019 dos Jogos Parapan Americanos terminou ontem com a delegação brasileira comemorando o recorde de 308 pódios, sendo 109 medalhas de ouro. Numa dessas coincidências que a vida proporciona, quis o destino que os jogos terminassem em um 1º de setembro, Dia do Profissional de Educação Física.

O protagonismo dos atletas é indiscutível e, durante os últimos dias, pudemos ler e ouvir histórias de quem suou muito para chegar ao pódio. Mas o esporte é uma construção social e coletiva, e, adaptando uma metáfora do futebol, a medalha não acontece por acaso. Ninguém nasce atleta ou paratleta. A carreira atlética é construção. Depende, é claro, de talento. Mas, tal qual uma pedra preciosa, seu brilho só existe se lapidado por mãos corretas, que identificam no meio do material bruto algo especial e sabem a maneira correta de trabalha-lo.

No paradesporto, a capacidade muitas vezes exige enxergar além das aparências. Não são poucos os atletas que descrevem que por anos, durante as aulas de educação física, ficavam sentados, ao lado das quadras, assistindo aos amigos. Só depois do olhar atento de professores que tinham o conhecimento do esporte adaptado é que foram integrados e tiveram respeitados o seu direito à prática esportiva.

Duas iniciativas recentes do Comitê Paralímpico Brasileiro ajudam na detecção de talentos e devem render frutos em breve: uma é o Centro de Formação Esportiva, destinado a crianças e jovens com idade entre 10 e 17 anos, em São Paulo. A outra, o curso online Movimento Paralímpico: Fundamentos Básicos do Esporte, que visa levar os conceitos básicos do paradesporto para 100 mil professores de todo o país.

É bom registrar que não é função da escola formar atletas de alto rendimento. As aulas de educação física têm outros objetivos, mas o encaminhamento de talentos aos locais de treinamento é uma consequência natural de um trabalho bem realizado.

Ao olhar nas comissões técnicas das seleções brasileiras no Parapan de Lima é possível encontrar mestres e doutores, profissionais que, além do conhecimento prático do dia a dia, buscam no conhecimento acadêmico o aprimoramento profissional, refletido em resultados expressivos no alto rendimento.

Vale ainda destacar que, muito além de treinadores, profissionais de educação física ocupam outros postos de suma importância: preparadores físicos, analistas de desempenho e gestores esportivos são faces que ficam ocultas para muitos, mas que pavimentam os caminhos dos pódios. O paradesporto brasileiro sai de Lima ainda mais forte. E, muito disso, graças ao trabalho de profissionais de educação física. Talentos que merecem respeito e gratidão.

Edição: Verônica Dalcanal

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Entrega de 528 novas moradias do programa de habitação de interesse social do Governo Federal, em São Sebastião, Distrito Federal
Economia

Inflação para famílias de renda mais baixa fica em 0,50% em julho

O índice é calculado com base em preços coletados em sete capitais brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Recife e Salvador.

O Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina (LACEN) está realizando exames para identificação do novo coronavírus (COVID-19)
Saúde

Universidade de Brasília e HUB iniciam teste de vacina contra covid-19

Os primeiros que vão participar do estudo-teste são cinco profissionais da saúde que atuam no atendimento de infectados, mas não tiveram ainda a doença, informa a UnB.

Destruição provocada por explosão em Beirute
Internacional

Líbano lida com devastação feita por explosões no porto

O grande número de feridos levou a uma superlotação dos hospitais de Beirute, informou a Cruz Vermelha. O presidente do Líbano anunciou recursos de US$ 66 milhões em fundos de emergência.

Internacional

Vendedores e consumidores enfrentam riscos em mercado de Caracas

No maior mercado de produtos agrícolas da capital venezuelana, as pessoas dão pouca atenção às regras de distanciamento, embora muitos usem máscaras

São Paulo - Comitê Paralímpico Brasileiro anuncia os 25 atletas convocados para a seleção que participará do Mundial de Paratletismo Londres 2017, no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro (Rovena Rosa/Agência Brasil)
Esportes

Bolsa Atleta: divulgada lista de contemplados no programa

Ao todo são 109 atletas contemplados de modalidades que fazem parte dos programas Olímpico e Paralímpico, referente ao pleito 2019.

10/08/2019 - 2 Nacional de Atletismo - Circuito Loterias Caixa de Atletismo - Centro Paralímpico Brasileiro - São Paulo (SP) - Detalhe de um atleta segurando um disco durante a prova de Lançamento de Disco - Masculino
Esportes

Lançamento de disco: falta de competições preocupa Fernanda Borges

Enquanto brasileira treina com restrições por causa da pandemia do novo coronavírus no Brasil, estrangeiras já retornaram a torneios.